quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Ricardo Mestre de regresso a Tavira.

Foto: Nuno Veiga/Lusa

Escrito por: admin

O Clube de Ciclismo de Tavira anunciou esta quinta-feira que a sua equipa profissional se irá designar por Team Tavira em 2015, ano em que regressa Ricardo Mestre para tentar vencer a Volta a Portugal.

Em relação a 2014, a formação terá como novos elementos Ricardo Mestre, vencedor da Volta a Portugal de 2011, e Fábio Rodrigues, com apenas 18 anos.

"Naturalmente, Mestre será a grande aposta do Team Tavira para lutar pela vitória na Volta a Portugal, sendo esse o objetivo maior para esta temporada", pode ler-se no comunicado da formação. Mestre, de 31 anos, saiu para a espanhol Euskaltel-Euskadi em 2013 rumando assim à Efapel-Glassdrive, regressando agora aquela que foi a sua casa entre 2005 e 2012.

Novamente com Vidal Fitas como diretor desportivo, o Team Tavira terá 11 corredores: Ricardo Mestre (completo), Manuel Cardoso (sprinter), Daniel Mestre (sprinter), Rafael Reis (rolador), Diogo Nunes (rolador), Fábio Rodrigues (rolador), David Livramento (trepador), Henrique Casimiro (trepador).


Fonte: Record

Richie Porte líder da Sky na Volta ao Algarve.


Escrito por: admin

O corredor australiano Richie Porte vai ser o líder da Sky na Volta ao Algarve, que se realiza entre 18 e 22 de fevereiro.

O campeão australiano de contrarrelógio e segundo no Tour Down Under, e já venceu a Volta ao Algarve em 2012.

A organização da prova, confirmou a presenºa de 22 equipas, oito do World Tour: Astana, Cannondale-Garmin, Ettix-QuickStep, Katusha, Lotto NL-Jumbo, Lotto Soudal, Movistar e Sky.

Estão ainda inscritas cinco continentais profissionais: Bora-Argon 18, Caja Rural-Seguros RGA, RusVelo, Team Roompot e Wanty-Groupe Gobert. E ainda nove continentais, Efapel, LA-Antarte, Louletano-Ray Just Energy, Rádio Popular-Boavista, Tavira e W52-Quinta da Lixa, a norte-americana Optum p/b Kelly Benefit Strategies, a polaca ActiveJet e a basca Murais Taldea.


Fonte: Abola

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Mark Cavendish vence última tirada do Tour de San Luis.


Escrito por: Marco Faria

Mark Cavendish (Etixx-QuickStep), a sétima tirada do Tour de San Luis, uma chegada ao sprint numa tirada sem grandes dificuldades.

Cav deixou para segundo Fernando Gaviria (Seleção Colombia), e para terceiro Jakub Marezko (Seleção Itália), ambos com o mesmo tempo do britânico.


Após esta vitória Dani Diaz (Funvic) foi coroado como vencedor da prova à geral, com Rodolfo Torres (Colombia), a 1m05s no segundo posto, e Nairo Quintana (Movistar), a 1m34s.

domingo, 25 de janeiro de 2015

Tiago Machado termina no 12º posto o Tour Down Under.


Escrito por: Marco Faria

O corredor português Tiago Machado (Katusha) terminou o Tour Down Under no 12º posto, depois de uma queda o ter feito perder quatro lugares na sexta e última tirada, que teve partida e chegada em Adelaide.

Depois de ter começado a tirada no oitavo posto, Machado sofreu uma queda que o fez perder 1m14s para o vencedor da tirada, com o holandês Wouter Wippert (Drapac).

O vencedor da tirada, Wippert foi o mais rápido, deixando para segundo Heinrich Haussler (IAM) e para terceiro Boris Vallée (Lotto-Soudal).

Na geral, Rohan Dennis (BMC) manteve a liderança sobre Richie Porte (Sky), e sobre o seu colega de equipa Cadel Evans (BMC).

Machado terminou no 12º posto, a dois minutos de Dennis.

Fonte: Record

Kleber da Siva venceu a 6ª tirada do Tour de San Luis.


Escrito por: Marco Faria

O corredor brasileiro Kleber da Silva (Funvic) venceu a sexta e penúltima tirada do Tour de San Luis, aquela que é considerada a tirada rainha da prova.

Kleber da Silva deixou para segundo Rodolfo Torres (Colombia) a 2 segundos e para terceiro Dani Diaz (Funvic) a 6.

Na geral Dani Diaz mantêm a liderança a 1m05s de Rodolfo Torres e 1m34s sobre Nairo Quintana (Movistar).


Com este resultado Dani Diaz está perto da vitória final, visto que amanhã a etapa é rolante e poderá contar com a ajuda das equipas dos sprintrs.  

sábado, 24 de janeiro de 2015

Samuel Sanchez regressa à BMC.


Escrito por: Marco Faria

O corredor espanhol Samuel Sanchez assinou pela BMC, revelou esta sexta-feira a formação norte-americana que não tinha renovado com o corredor no final da época passada.

"Para mim, a BMC é a minha equipa. Conheço os corredores, a equipa e não gosto de mudar", justificou o ciclista de 36 anos.

Sanchez reconheceu que, depois da paragem, não está preparado para competir de imediato, mas indicou que fez um bom trabalho enquanto permanecia de fora da competição.

"Fiz bicicleta de montanha e ciclocrosse. O meu nível atual não é bom, mas também não é mau", esclareceu Sánchez no comunicado da equipa.

Fonte: Record

Tiago Machado sobe ao oitavo posto no Tour Down Under.


Escrito por: Marco Faria

O corredor português Tiago Machado (Katusha) subiu ao oitavo posto na classificação do Tour Down Under, numa tirada vencida por Richie Porte (Sky).

Porte deixou para segundo Rohan Dennis (BMC) a nove segundos e para terceiro Ruben Fernandez (Movistar), a 16 segundos.

Dennis mantêm a liderança, mas apenas a dois segundos de Porte, e a 20 segundos de Cadel Evans (BMC).

Machado foi sétimo na tirada, a 24 segundos de Porte. Na geral, subiu para o oitavo posto, a 46 segundos do líder.

"Etapa rainha da prova com chegada a famosa subida de Willunga. Ambiente simplesmente fantástico em toda a subida, hoje já estive mais perto dos melhores mas mesmo assim sem capacidade para fazer além do sétimo lugar. Parabéns aos meus adversários pois foram bem mais fortes", publicou Tiago Machada na sua conta de Facebook.

Fonte: Record

Adriano Malori vence C/R do Tour de San Luis.


Escrito por: Diogo Martins.

O Italiano da Movistar foi o mais rápido no contra relógio da prova Argentina. Malori percorreu os 17,4 km em 20:07, Michal Kwiatkowski (Etixx-QuickStep) ficou a 4 segundos e o canadiano Hugo Houle (AGR2) a 5.


Em relação à geral, Daniel Diaz ganhou alguns segundos aos seus diretos adversários tendo agora uma vantagem de 1:09 de Rodolfo Torres (Columbia), e 1:25 de Nairo Quintana (Movistar).

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Dani Diaz vence chegada a Cerro do Amago.


Escrito por: Marco Faria

Chegada a Cerro do Amago, a 1.710 metros de altitude, 10,5 quilómetros de extensão e 7.2% de média de inclinação, deixou o Tour de San Luis práticamente resolvido.

Dani Diaz (Funvic) conquistou a etapa e ganhou tempo importante para todos os adversários, deixando para segundo Alex Diniz, seu colega de equipa, a 54 segundos e Rodolfo Torres (Colombia) a 56. Nairo Quintana (Movistar) aparece no quarto posto, a 56 segundos.

Com este resultado, as diferenças na geral dilataram-se, com Diaz a ter um minuto para o segundo, Rodolfo Torres, e 1m19s para Alex Diniz. Nairo Quintana está a 1m23s.


A tirada de amanhã é um contrarrelógio de 17,4 quilómetros de extensão.

Steele von Hoff vence quarta tirada do Tour Down Under.


Escrito por: Marco Faria

O corredor português da Katusha, Tiago Machado subiu um lugar a geral do Tour Down Under, ao chegar ao final da quarta tirada integrado no pelotão, etapa essa ganha por Steele von Hoff (UniSA).

No final dos 145 quilómetros que fizeram ligação entre Glenelg e Mount Barker, Hoff bateu sobre a linha de meta Daryl Impey (Orica-GreenEdge) e Wouter Wippert (Drapac).

Machado terminou integrado no pelotão no 19º posto, num dia marcado por uma queda coletiva na parte final da tirada. Com este lugar Machado sobe ao 12º posto, a 25 segundos de Rohan Dennis (BMC).

Dennis conta com sete segundos de vantagem sobre o seu colega de equipa Cadel Evans, e nove para Tom Dumoulin (Giant-Alpecin).

Este sábado corre-se a quinta tirada, que poderá ser a decisiva na geral, uma vez que ao longo dos 151 quilómetros de extensão, que ligam McLaren Vale a Wilunga Hill, os corredores terão de enfrentar duas contagens de montanha de primeira categoria, ambas nos últimos 30 quilómetros de tirada, sendo a última delas coincidente com a meta.


Fonte: Record

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Rohan Dennis novo líder do Tour Down Under.


Escrito por: Marco Faria

O corredor australiano Rohan Dennis (BMC), venceu a terceira tirada do Tour Down Under, a primeira em montanha, com Tiago Machado a terminar no 13º posto.

Dennis aproveitou o trabalho da sua equipa na parte final da tirada, numa contagem de montanha de segunda categoria, para se isolar na frente da etapa, num ataque que, em teoria, seria para ajudar o seu colega de equipa Cadel Evans.

Com este ataque, Dennis acabou por ganhar uma vantagem que lhe permitiu vencer isolado, a três segundos de Evans, que está a fazer a sua ultima prova no circuito mundial, antes de terminar a carreira.

Tom Dumoulin (Giant-Alpecin) passou a linha de meta com o mesmo tempo de Evans, enquanto que Machado acabou por ceder 15 segundos para Dennis.

Na geral, Dennis é o líder, com sete segundos de avanço para Cadel Evans e Tom Dumoulin, com Machado a ser 13º, a 25 segundos.

Esta sexta-feira corre-se a quarta tirada, com ligação entre Glenelg e Mount Barker, com 145 quilómetros de extensão.


Fonte: Record

Fernando Gaviria volta a vencer no Tour de San Luis.


Escrito por: Marco Faria

O jovem colombiano Fernando Gaviria (Seleção Colombia), voltou a surpreender no Tour de San Luis, ao bater mais uma vez Mark Cavendish (Etixx-QuickStep), aquele que para muitos é considerado o melhor sprinter do Mundo.

Gaviria arrancou nos metros finais para uma vitória incontestável, Cav ainda entrou na linha de meta a protestar, mas a uns bons metros de distância.

No terceiro posto ficou Sacha Modolo (Lampre-Merida).

Quanto à geral individual, o líder mantêm-se Daniel Diaz (Funvic), com 6 segundos de avanço para Rodolfo Torres (Colombia) e 24 para Kleber da Silva (Funvic).


Fonte: Jornal Ciclismo

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Juan José Lobato vence segunda tirada do Tour Down Under.


Escrito por: Marco Faria

O corredor espanhol Juan José Lobato (Movistar) venceu a segunda tirada do Tour Down Under, com Tiago Machado (Katusha) a passar a linha de meta no 16º posto.

No sprint final Lobato mostrou-se mais forte, deixando para segundo Daryl Impey (Orica-GreenEdge) e para terceiro Gorka Izaguirre, seu companheiro de equipa.

"Foi uma chegada muito difícil para mim, mas consegui chegar à frente no final. Foi uma grande vitória para a equipa", disse Lobato.

Tiago Machado terminou no 16º posto, com o mesmo tempo de Lobato, e na geral ocupa o 21º posto, a 13 segundos do australiano Jack Bobridge (UniSA), líder da prova.

Bobridge conta com três segundos de avanço para Lobato e quatro para Lieuwe Westra (Astana).

Esta sexta-feira corre-se a terceira tirada, com ligação entre Norwood e Paracombe, com 143,2 quilómetros de extensão.


Fonte: Record

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Dani Diaz vence segunda tirada do Tour de San Luis.

diaz


Escrito por: Marco Faria

O corredor argentino Dani Diaz (Funvic), venceu a segunda tirada do Tour de San Luis.

O argentino atacou no último quilómetro, na companhia de Rodolfo Torres (Colombia), não mais sendo alcançado, vencendo assim a tirada com 6 segundos para o colombiano Rodolfo Torres e 21 para Kleber da Silva (Funvic).


A grande desilusão acabou por ser Nairo Quintana (Movistar), que terminou no 7º posto, a 27 segundos, tal como Daniel Moreno (Katusha), 5º com o mesmo tempo de Quintana.

Fonte: Jornal Ciclismo

Anunciados Wild Cards do Giro´2015.



Escrito por: Diogo Martins

A organização do Giro anunciou ontem que atribuiu os Wild Cards para a prova às equipas italianas da Androni Giocattoli, Bardiani CSF e Nippo-Vini Fantini, e também aos polacos da CCC Sprandi Polkowice.
Deixo a lista íntegra das equipas.
World Tour:
AG2R La Mondiale (Fra)
Astana Pro Team (Kaz)
BMC Racing Team (USA)
Etixx - Quick Step (Bel)
FDJ (Fra)
IAM Cycling (Sui)
Lampre - Merida (Ita)
Lotto Soudal (Bel)
Movistar Team (Esp)
Orica GreenEDGE (Aus)
Team Cannondale - Garmin (USA)
Team Giant - Alpecin (Ger)
Team Katusha (Rus)
Team Lotto NL - Jumbo (Ned)
Team Sky (Gbr)
Tinkoff - Saxo (Rus)
Trek Factory Racing (USA)
Wild-Cards:
Androni Giocattoli (Ita)
Bardiani CSF (Ita)
Nippo- Vini Fantini (Ita)
CCC Sprandi Polkowice (Pol)

Jack Bobridge vence primeira tirada do Tour Down Under.


Escrito por: Marco Faria

O corredor português Tiago Machado (Katusha) terminou esta terça-feira integrado no pelotão a primeira tirada do Tour Down Under, ganha por Jack Bobridge (UniSA).

Uma fuga de quatro corredores marcou a tirada, ao aguentarem-se na frente da tirada até ao final dos 133 quilómetros, que ligaram Tanunda a Campbelltown, com Bobridge a deixar para segundo Lieuwe Westra (Astana), para terceiro Luke Durbridge (Orica-GreenEdge) e para quarto Maxim Belkov (Katusha).

Nicollò Bonifazio (Lampre-Merida) foi o primeiro do pelotão, com o mesmo tempo do vencedor, com Machado a passar a linha de meta no 41º posto, a 13 segundos do vencedor.

Amanhã corre-se a segunda tirada, com ligação entre Unley e Stirling, com 150 quilómetros de extensão.


Fonte: Record

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Fernando Gaviria vence primeira tirada do Tour de San Luis.


Escrito por: Diogo Martins

Fernando Gaviria da Seleção Nacional Colombiana venceu a primeira tirada da prova Argentina. Mark Cavendish (Etixx – Quick-Step), e Sacha Modolo (Lampre-Merida) não conseguiram bater no sprint final o jovem prodígio de apenas 20 anos, Gaviria.

Amanhã temos uma etapa de 185km que ligará La Punta ao Mirador de Potrero. 

domingo, 18 de janeiro de 2015

Marcel Kittel vence circuito de abertura do Tour Down Under.



Escrito por: Diogo Martins

E temos o primeiro vencedor do ano! 
O primeiro camisola amarela do Tour Down Under é Marcel Kittel. O Sprinter da Giant –Alpecin foi o mais rápido no circuito de 51km deixando para segundo Juan Jose Lobato, Movistar, e para terceiro Wouter Wippert, Drapac.  
Tiago Machado chegou integrado no pelotão, sendo 32º. Terça temos a primeira etapa que vai ligar Tanunda a Campbelltown (133km).

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Definidas as formações participantes no Tour´2015.


Escrito por: Diogo Martins

A organização do maior evento do mundo ciclístico divulgou hoje a listas das 22 equipas que irão participar na edição deste ano que, terá partida em Utrecht no dia 4 de julho e que chegará com na habitual etapa de consagração em Paris no dia 26 de julho. Além das 17 equipas de World Tour que estão automaticamente inscritas foram seleccionadas a Alemã Bora Argon 18, a Sul Africana MTN Qhubeka e as francesas Bretagne Séché Environnement, Team Europcar e Cofidis Solutions Crédits.
Com este alinhamento podemos começar a pensar que teremos uma grande armada portuguesa nesta edição, pois além dos quase certos Rui Costa, Nelson Oliveira e Sérgio Paulinho, há fortes possibilidades de Tiago Machado, José Mendes e quem sabe Mário Costa possam também participar nesta edição.
Deixo a lista das equipas do Tour 2015.

World Tour:
AG2R La Mondiale (Fra)
Astana Pro Team (Kaz)
BMC Racing Team (USA)
Etixx - Quick Step (Bel)
FDJ (Fra)
IAM Cycling (Sui)
Lampre - Merida (Ita)
Lotto Soudal (Bel)
Movistar Team (Esp)
Orica GreenEDGE (Aus)
Team Cannondale - Garmin (USA)
Team Giant - Alpecin (Ger)
Team Katusha (Rus)
Team Lotto NL - Jumbo (Ned)
Team Sky (Gbr)
Tinkoff - Saxo (Rus)
Trek Factory Racing (USA)
Wild-Cards:
Bora - Argon 18 (Ger)
Bretagne - Séché Environnement (Fra)
Cofidis, Solutions Crédits (Fra)
MTN - Qhubeka (Rsa)
Team Europcar (Fra)

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Volta a Espanha contará com 10 chegadas em alto.


Escrito por: Marco Faria

A próxima Volta a Espanha, que se realizará entre 22 de agosto e 13 de setembro, contará com 10 chegadas em alta montanha, todas elas inéditas, anunciou este sábado a organização da prova.

Aquela que é a 70ª edição da prova arrancará da Costa do Sol, com um curto contrarrelógio por equipas (7,4 quilómetros), e terminará em Madrid.

O diretor da prova, Javier Guillen, reconheceu a aposta na muita montanha, muitas chegadas em alto e motivos de interesse junto às chegadas para corresponder aos desejos dos adeptos.

Eis o programa:
22 agosto - Puerto Banús- Marbella - 7,4 Kms. - CRE
23 - Alhaurín de la Torre- Caminito del Rey - 165 - Media Montanha
24 - Mijas -Málaga - 164,6 - Plana
25 - Estepona- Vejer de la Frontera - 203 - Plana
26 - Rota- Alcalá de Guadaira - 182 - Plana
27 - Córdoba- Sierra de Cazorla - 204 - M. Montanha
28 - Jódar- La Alpujarra 188,3 - Montanha
29 - Puebla de Don Fadrique- Murcia - 186,6 - M. Montanha
30 - Torrevieja- Benitachell - 168,3 - M. Montanha
31 - Valencia- Castellón - 152 - M. Montanha
1 setembro - Descanso
2 - Andorra la Vella- Cortals d`Encamp - 138 - Montanha
3 - Andorra- Lleida - 172,5 - Plana
4 - Calatayud - Tarazona - 168 - Plana
5 - Vitoria - Alto Campoo - 213 - Montanha
6 - Comillas- Sotres Cabrales - 175 - Montanha
7 - Luarca- Ermita de Alba. Quirós - 184 - Montanha
8 - Descanso
9 - Burgos- Burgos - 39 - CRI
10 - Roa- Riaza - 204 - M. Montanha
11 - Medina del Campo- Ávila - 185 - M. Montanha
12 - San Lorenzo de El Escorial- Cercedilla - 181 - Montanha
13 - Alcalá de Henares- Madrid - 93,7 – Plana


Fonte: Abola

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Richie Porte campeão Australiano de contrarrelógio.


Escrito por: Diogo Martins

Richie Porte é o novo Campeão Australiano de contrarrelógio sucedendo a Michael Hepburn.
Na cidade de Buninyong/ Ballarat o corredor da Sky foi o mais rápido a percorrer os 40,9 quilómetros em 51m50s. O pódio foi completo pelo corredor da BMC Rohan Dennis (+8s) e Jack Bobbridge da Budget Forklifts (+27s). Michael Rogers ficou no 8º posto a 2:26 de Porte. 
De salientar que a Orica que nos habituou a ser arrasadora nos contra-relógios, esteve um pouco abaixo das espectativas, com Luke Durbridge, a ser 4º, a 1m11s, Damien Howson, no 5º, a 1m23s, e Michael Hepburn no 7º, a 2m05s.
Para domingo, está agendada a prova de fundo que contará com nomes como Richie Porte, Cadel Evans, Michael Rogers, Simon Clarke, entre outros. 
Para desagrado do espetáculo, Simon Gerrans não poderá participar por lesão, depois de em dezembro ter fraturado uma clavícula durante um treino.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Principais Provas do Calendário UCI 2015


Escrito por: Diogo Martins

Com o ano 2014 a chegar ao fim, começam a surgir as saudades do ciclismo no seu mais alto nível! Falta já pouco menos de 1 mês para o arranque da época, na Argentina com o Tour San Luis e na Austrália com o Tour Down Under. Em fevereiro, teremos o recomeço das provas portuguesas, com a Volta ao Algarve. Março e abril, como habitual, as tão aguardadas clássicas de Primavera, onde Fabian Cancellara e Peter Sagan continuarão a sua guerra, entre muitos outros especialistas dos pavês e provas de um dia. Por outro lado, teremos também a preparação em competição para as grandes voltas com Paris Nice e Tirreno Adriático. Para maio, a primeira das 3 grandes voltas, onde os amantes da modalidade terão o prazer de ter os olhos virados para Itália! Concluído o Giro, junho será marcado pelo acender da chama denominada, Tour! Julho é um mês repleto de emoção pois além da prova rainha do ciclismo mundial, teremos também a rainha nacional, Volta a Portugal, que começa a 29 e termina já a 9 de agosto. Com os campeonatos mundiais à espreita, da Vuelta sairá o ultimo vencedor das 3 grandes. Os últimos pontos do WorldTour marcam a chegada do fim de mais uma época, com as clássicas do Canada e o Il Lombardia. Entretanto teremos nos Estados Unidos a disputa pelas tão queridas camisolas arco-íris! 
Deixo um calendário de algumas das provas mais importantes a disputar no ano de 2015.

Janeiro:
o   19/01 a 25/01 Tour de San Luis (Argentina);
o   20/01 a 25/01 Tour Down Under (Austrália).


Fevereiro:
o   4/02 a 7/02 Dubai Tour (Emirados Árabes Unidos);
o   8/02 a 13/02 Tour of Qatar (Qatar);
o   14/02 Vuelta Ciclista a Múrcia (Espanha);
o   15/02 Clássica de Almeria (Espanha);
o   17/02 a 22/02 Tour of Oman (Omã);
o   18/02 a 22/02 Volta ao Algarve (Portugal);
o   18/02 a 22/02 Vuelta a Andalucia Ruta Ciclista Del Sol (Espanha).

Março:
o   1/03 Cycling Portugal-Classica de Loulé (Portugal);
o   7/03 Strade Bianche (Itália);
o   7/03 a 8/03 Grande Premio Internacional do Guadiana (Portugal);
o   8/03 Roma Maxima (Itália);
o   8/03 a 15/03 Paris-Nice (França);
o   11/03 a 17/03 Tirreno Adriático (Itália);
o   21/03 a 22/03 Volta a Costa Vicentina (Portugal);
o   22/03 Milan- San Remo (Itália);
o   23/03 a 29/03 Tour de Normandie (França) ;
o   23/03 a 29/03 Volta Ciclista a Catalunya (Espanha);
o   25/03 a 29/03 Volta ao Alentejo (Portugal);
o   25/03 a 29/03 Settimana Internazionale Coppi e Bartali  (Itália);
o   27/03 E3 Harelbeke (Bélgica);
o   29/03 Gent-Wevelgem In Flanders Fields (Bélgica);
o   29/03 a 30/03 Criterium Internacional (França).




Abril:
o   5/04  Tour des Flandres (Bélgica) ;
o   6/04 a 11/04 Vuelta Ciclista a Pais Basco (Espanha);
o   12/04 Paris- Roubaix (França);
o   12/04 Klasika Primavera de Amorebieta (Espanha);
o   17/04 a 19/04 Vuelta a Castilla y Leon (Espanha)
o   19/04 Amstel Gold Race (Holanda);
o   21/04 a 24/04 Giro del Trentino (Itália);
o   22/04 La Flèche Wallonne (Bélgica);
o   26/04 Liège - Bastogne – Liège (Bélgica) ;
o   28/04 a 3/05 Tour de Romandie.


Maio:
o   9/05 a 31/05 Giro d´Itália;
o   10/05 a 17/05 Amgen Tour of California (EUA);
o   20/05 a 24/05 Tour of Norway (Noruega).


Junho:
o   3/06 a 7/06 Tour de Luxembourg (Luxemburgo);
o   7/06 a 14/06 Critérium du Dauphiné (França);
o   13/06 a 21/06 Tour of Suisse (Suíça).


Julho:
o   4/07 a 26/07 Tour de France;
o   9/07 a 12/07 Troféu Joaquim Agostinho (Portugal);
o   16/07 a 19/07 Volta a Portugal do Futuro (Portugal);
o   29/07 a 9/08 Volta a Portugal (Portugal)



Agosto:
o   29/07 a 9/08 Volta a Portugal (Portugal);
o   1/08 Clasica Ciclista San Sebastian (Espanha);
o   2/08 a 8/08 Tour de Pologne (Polónia);
o   4/08 a 8/08 Vuelta a Brugos (Espanha);
o   10/08 a 16/08 Eneco Tour (Benelux);
o   13/08 a 16/08 Artic Race of Norway (Noruega);
o   17/08 a 23/08 USA Pro Challenge (USA);
o   22/08 a 39/08 Tour L´Avenir (França) ;
o   22/08 a 13/09 Vuelta a España (Espanha);
o   23/08 Vattenfall Cyclassics (Alemanha) ;
o   25/08 a 30/08 Tour do Rio (Brasil);
o   30/08 GP Ouest France – Plouay (França).



Setembro:
o   22/08 a 13/09 Vuelta a España (Espanha);
o   2/09 a 7/09 Tour of Alberta (Canada);
o   6/09 a 13/09 Tour of Britain (Inglaterra);
o   11/09 Grand Prix Cycliste de Québec (Canada);
o   13/09 Grand Prix Cycliste de Montréal (Canada);
o   20/09 a 27/09 UCI World Championships (EUA).


Outubro:
o   1/10 Milan Torini (Itália);
o   4/10 Il Lombardia (Itália);
o   11/10 Paris Tours (França).