sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Rui Costa provável ausente da Volta ao Algarve.


Escrito por: admin

Depois de Alberto Contador ter anunciado que não estaria na Volta ao Algarve, chega agora a vez de Rui Costa. A  coincidência de datas com outras provas – Volta à Andaluzia e Volta a Omã – está a originar a falha de alguns corredores que são presença habitual na prova Algarvia. Alberto Contador participara na Volta à Andaluzia, enquanto que Rui Costa estará na Volta a Omã.

A notícia não foi confirmada nem pelo corredor, nem pela equipa, nem tão pouco pela organização, mas o comunicado dos responsáveis pela prova do Médio Oriente não deixa dúvidas: a ASO, anuncia 

Rui Costa como uma das estrelas presentes na prova. Vincenzo Nibali (Astana), Peter Sagan (Tinkoff), Philippe Gilberto (BMC) Joaquin Rodriguez (Katusha) e Fabia Cancellara são outros corredores que se juntam a Rui Costa.


Fonte: Record

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Volta ao Algarve com 5 equipas WorldTour.



Escrito por: admin

A Volta ao Algarve de 2015, decorrerá entre 18 e 22 de fevereiro, e contará com cinco equipas WorldTour.

De acordo com o que foi comunicado pela Federação Portuguesa de Ciclismo, Lotto-Soudal, Katusha, Ettix-QuickStep, Sky e Cannondale-Garmin têm a sua presença confirmada.

Ausentes, tendo em conta a edição de 2014, vai estar a Lampre-Merida e a Tinkoff-Saxo.

De acordo com o mesmo comunicado, a prova terá duas chegadas ao sprint, uma chegada em média montanha, e ainda uma chegada em alta montanha e um contrarrelógio individual de 20 quilómetros que deverão ser as decisivas etapas para a geral.

Fonte: Abola

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Chris Froome marcará presença no Tour´2015.


Escrito por: admin

O líder da formação Sky, Chris Froome, garantiu esta terça-feira que está focado na próxima edição da Volta a França, prova que venceu em 2013.

"Juntamente com a equipa, é preciso apostar em algumas provas, o Tour será a minha prioridade em 2015", afirmou o ciclista, que está a treinar na África do Sul, na sua página na internet.

Froome, que esta ano foi vitima de várias quedas no Tour, que o levou a desistir da prova, e que terminou no segundo posto a Vuelta, referiu que, depois de ter gozado de um período de férias, está agora concentrado na sua preparação física e mental.

Lembre-se que Froome chegou a admitir que não participaria no Tour´2015 por considerar que o percurso era pensado para trepadores, considerou que a prova irá ser um desafio.

"Não há dúvida que este Tour vai ser um duro teste, mas gosto de desafios e não há nenhuma razão para não ir. É responsabilidade da equipa adaptar-se para que possamos ser competitivos", disse.

Froome revelou ainda que devido ás características do traçado da prova, vai ter de trabalhar ainda mais nas montanhas.

"É uma prova para escaladores, por isso vou ter de fazer trabalho extra nas montanhas e gastar menos tempo a preparar as etapas de contrarrelógio", afirmou.

Froome deverá iniciar a sua época de 2015 na Rota do Sol, em Espanha, que se disputará entre 18 e 22 de fevereiro.


Fonte: Record

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Mário Costa assina pela Lampre-Merida.



Escrito por: admin

O corredor português Mário Costa assinou pela Lampre-Merida, num contrato válido para a próxima temporada, juntando-se assim ao seu irmão Rui Costa.

"É um orgulho muito grande vestir a camisola da Lampre-Merida. Farei o meu melhor para justificar esta aposta e vou trabalhar muito duro para que a equipa alcance os seus objetivos", pode ler-se.

Mário Costa agradeceu ainda aos responsáveis da equipa pela oportunidade de puder ajudar o seu irmão, líder da formação.

Fabrizio Bontempi, diretor desportivo, garantiu que Mário Costa é o corredor que procurava para a equipa, principalmente para as etapas planas e nos contrarrelógios.

Recorde-se que o corredor luso iniciou a sua carreira profissional em 2008, na formação do Benfica, mudando-se depois para a Barbot-Siper (2009-2010), e seguidamente para o Louletano (2011), onde se sagrou vice-campeão nacional, antes de fazer uma pausa na carreira.

Regressou em 2014 na OFM-Quinta da Lixa.


Fonte: Record

sábado, 22 de novembro de 2014

Rui Costa aponta para a geral do Tour.


Escrito por: admin

Giuseppe Saroni, Diretor Geral da Lampre, confirmou em entrevista que Rui Costa será um dos líderes da equipa para 2015, a par de Modolo e Ulissi. Quando confrontado com a questão de se o corredor luso pode chegar ao top 5 da prova, revelou: “Nos quatro, cinco primeiros, penso que sim. É um ciclista muito completo, muito constante, adapta-se bem às clássicas e a pequenas provas por etapas. Brent Copeland [manager] está trabalhar com ele para melhorar nas grandes voltas.”

A prova deste ano não correu da melhor forma a Rui Costa, uma bronquite obrigou o corredor a desistir da prova, mas o corredor da Lampre está desejoso de volta a França: “Ele ama o Tour e quer estar lá com objetivos um pouco diferentes: vencer uma etapa é importante, mas na cabeça dele está a classificação.”


Fonte: Record

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Carlos Barbero agredido enquanto treinava.


Escrito por: admin

O corredor espanhol Carlos Barbero, vencedor da Volta ao Alentejo de 2014 ao serviço da Euskadi, foi agredido na sequência de um desentendimento no trânsito, enquanto treinava nas ruas de Burgos.

Segundo se pode ler no jornal Diario de Burgos, a situação ocorreu quando o ciclista circulava numa rotunda e chamou a atenção a um veículo que não o respeitou.

«Saíram duas pessoas, que me agrediram. Deram-me dois ou três socos na cara. Terminei o dia na esquadra para apresentar uma denúncia», referiu o corredor, que na próxima temporada vai representar a Caja Rural.
«A sensação é a de total impotência, apanhas um susto, porque sabes que és o elo mais fraco na estrada e alguns condutores, em vez de ajudar, fazem o oposto», explicou ainda Carlos Barbero.


Fonte: Abola

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Percurso do Tour´2015 apresentado.


Escrito por: admin

O percurso da Volta a França de 2015 já é conhecido, e a 102ª edição da prova francesa terá as decisões guardadas para a montanha, devido há existência de poucos quilómetros em contrarrelógio e as bonificações também estarão de regresso.

A mítica subida ao Alpe D´Huez regressa ao percurso da prova, e vai realizar-se na 20ª e penúltima tirada, uma dia antes da consagração do grande vencedor nos Campos Elísios, em Paris.

Em 2015 a prova inicia-se em Utrecht, na Holanda, a 4 de julho, e chega a Paris no dia 26 de julho.

Esta 102ª edição do Tour terá sete etapas de alta montanha, perdendo assim os contrarrelógios a sua evidencia habitual. Desde 1947 que não se faziam tão poucos quilómetros da especialidade.

O pelotão do Tour irá enfrentar logo no primeiro dia um contrarrelógio individual de 14 quilómetros, com partida e chegada a Utrecht, e 28 na prova por equipas, na nona tirada, que ligará Vannes a Plumelec.

Regressão ainda as bonificações, abolidas desde 2008, como tentativa de animar a luta pela camisola amarela da prova.

As bonificações serão de 10, 6 e 4 para os três primeiros, serão distribuídas entre  a segunda e a oitava tirada, todas planas.

Foram já vários os corredores que vieram falar sobre o percurso. Chris Froome o britânico da Sky, vencedor da 100ª edição da prova (2013), ameaça mesmo não estar presente na prova, devido à falta de quilómetros no contrarrelógio: "O Tour do próximo ano é montanhoso e o contrarrelógio terá pouca importância, o que significa que se decidirá na alta montanha. Será uma prova dura e exigente", disse o ciclista britânico no seu site.

Froome admite ainda que a Sky vai estudar as três grande voltas (Giro, Tour e Vuelta) e ver qual delas se adapta mais às suas características. "Considero-me um ciclista de grandes voltas, equilibradas. O Giro, com um longo contrarrelógio de 60 quilómetros e algumas chegadas difíceis em montanha, será muito equilibrado e adapta-se bem às minhas características", acrescentou.

Vincenzo Nibali por outro lado mostrou-se contente com o percurso: "Foi desenhada à imagem da última. Muito nervosismo na primeira semana, com 'pavé' [empedrado], chegadas em alto, vento. E depois montanha, que será decisiva. O Plateau de Beille e o Alpe d'Huez são as minhas favoritas. Fazer a 'tripla' Giro, Tour e Vuelta não é possível. A 'dobradinha' Giro e Tour, sim", disse Nibali.
Já o ciclista espanhol Alberto Contador, da Tinkoff-Saxo, aplaudiu o percurso do Tour'2015, considerando que é "o mais duro dos últimos anos".


"É um Tour que me agrada. É mais duro do que nos últimos anos e vai exigir que me recupere bem do Giro de Itália. Mas vou prepará-lo ao máximo", disse Contador, em declarações divulgadas pela sua equipa.

Nairo Quintana (Movistar), foi outro que também se mostrou satisfeito com o percurso: "Este Tour é bom para mim, pelo menos no papel. Poucos quilómetros de contrarrelógio, muita montanha, é um traçado que se adapta a mim. A única coisa que me inquieta são os troços de pavé, porque não podemos ganhar a prova aí, mas podemos perder", resumiu o segundo classificado e melhor jovem da edição de 2013.

- Etapas da Volta a França 2015:


Etapa Dia Percurso Distância


1.ª 4 jul Utrecht (Hol) - Utrecht, CRI 14.


2.ª 5 jul Utrecht - Zélande 166.


3.ª 6 jul Antuérpia (Bel) -- Huy 154.


4.ª 7 jul Seraing - Cambrai (Fra) 221.


5.ª 8 jul Arras - Amiens 189.


6.ª 9 jul Abbeville - Le Havre 191.


7.ª 10 jul Livarot- Fougères 190.


8.ª 11 jul Rennes - Muro de Bretanha 179.


9.ª 12 jul Vannes - Plumelec, CRE 28.


13 jul Dia de descanso em Pau.


10.ª 14 jul Tarbes - La Pierre Saint-Martin 167.


11.ª 15 jul Pau - Cauterets 188.


12.ª 16 jul Lannemezan - Plateau de Beille 195.


13.ª 17 jul Muret - Rodez 200.


14.ª 18 jul Rodez - Mende 178.


15.ª 19 jul Mende Valence 182.


16.ª 20 jul Bourg-de-Péage - Gap 201.


21 jul Dia de descanso em Gap.


17.ª 22 jul Digne-les-Bains - Pra Loup 161.


18.ª 23 jul Gap - Saint-Jean-de-Mauriene 185.


19.ª 24 jul Saint-Jean-de-Mauriene - La Tousuire 138.


20.ª 25 jul Modane - Alpe d'Huez 110.


21.ª 26 jul Sévres - París 107.


Fonte: Record

sábado, 18 de outubro de 2014

Nelson Oliveira renova com a Lampre-Merida.


Escrito por: admin

O corredor português Nelson Oliveira vai continuar na Lampre, pelo menos por mais uma temporada. 
O anúnciou da renovação foi publicado no site da formação italiana, onde Oliveira deixou as suas primeiras impressões.

“Estou muito satisfeito por prolongar o meu contrato. Quando se gosta de correr numa equipa, queremos continuar a fazer parte dela. Vou trabalhar muito para corresponder.”

O duplo campeão nacional (estrada e contrarrelógio) assinou pela Lampre em 2014, no mesmo ano que Rui Costa. Realizou uma boa época em função do seu líder Rui Costa, com os seus objetivos durante praticamente toda a época a passarem pelo auxilio ao seu líder.

Recorde-se que Rui Costa renovou também por dois anos, com a Lampre, mantendo-se assim como o líder da formação italiana.


Fonte: Abola

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Andy Schleck abandona ciclismo profissional.


Escrito por: admin

O corredor luxemburguês Andy Schleck, vencedor da Volta a França de 2010, anunciou, esta quinta-feira, o abandono da sua carreira de ciclista profissional, justificando-o com os problemas físicos do joelho direito causados pela queda no Tour deste ano.

"Tenho de confirmar as especulações. Em 2015, já não serei ciclista profissional", afirmou o corredor da Trek, visivelmente emocionado, durante a conferencia de empresa, realizada no Luxemburgo.

Andy Schleck, que não tinha equipa para 2015 e que nas últimas épocas pouco tem corrido, devido a vários problemas físicos e sucessivas quedas, terminou a sua carreira aos 29 anos, justificando-o com problemas na cartilagem do joelho: "É duro tomar esta decisão, mas já não posso mais. Paro por aqui", disse.


Fonte: Record

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Ruben Plaza assina pela Lampre-Merida.


Escrito por: admin

O corredor espanhol Ruben Plaza (Movistar) vai ser corredor da Lampre-Merida para 2015, reencontrando assim Rui Costa.

Plaza de 34 anos, conta com 22 vitórias em 14 épocas no pelotão internacional, entre elas duas de campeão espanhol de fundo (2003 e 2009).

Recorde-se que Plaza foi também companheiro de equipa de Rui Costa em Portugal na equipa do Benfica, passando ainda também pela extinguida equipa da Liberty Seguros.


Fonte: Record

domingo, 5 de outubro de 2014

Rui Costa 3º na Volta à Lombardia.


Escrito por: admin

O corredor português Rui Costa (Lampre-Merida) terminou no terceiro posto a Volta à Lombardia, a apenas um segundo do vencedor do dia, Daniel Martin.

Rui Costa terminou com o mesmo tempo de Alejandro Valverde (Movistar), que terminou no segundo posto. Com este resultado Rui Costa subiu para o 4º posto no ranking UCI, com 398 pontos, com Alejandro Valverde a assumir agora a liderança.


Fonte: Abola

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Damiano Cunego ruma à Nippo Vini Fantini.


Escrito por: admin

O corredor italiano Damiano Cunego deixou a formação italiana Lampre-Merida, que representou durante nove temporadas, para se juntar à japonesa continental Nippo Vini Fantini, anunciou esta sexta-feira o corredor.

O vencedor do Giro´2004 falou da sua satisfação sobre o novo projeto e que será um desafio interessante. "É um bom projeto, com muitos jovens. É uma equipa construída para mim. Não me arrependo da decisão tomada. Desde a proposta inicial que me pareceu muito interessante. Quero continuar a correr e a dar alegria aos meus seguidores", explicou.

Cunego elogiou ainda a formação italiana da Lampre, onde correm os portugueses Nelson Oliveira e Rui Costa. "Foi como uma segunda família nestes nove anos. Agradeço a todos o seu apoio, a Beppe Saronni e às outras pessoas que colaboraram comigo na equipa. Vivemos momentos bons, outros difíceis, mas saio com boas recordações", garantiu o ciclista de 33 anos.


Fonte: Abola

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Rui Costa lidera Lampre na Volta à Lombardia.


Escrito por: admin

Rui Costa será o líder da Lampre-Merida na Volta à Lombardia, a penúltima prova do circuito mundial, que decorre no dia 5 de outubro.

A equipa será constituída por Rui Costa, Nélson Oliveira, Matteo Bono, Valerio Conti, Kristijan Durasek, Przemyslaw Niemec, Jan Polanc e Rafa Vall Ferri.

A prova de apenas um dia inicia-se em Como e termina em Bérgamo, com 254 quilómetros de extensão.


Fonte: Record

Nicolas Roche reforça Sky.


Escrito por: admin

A formação britânica Sky, anunciou esta terça-feira a contratação do corredor irlandês Nicolas Roche, que representava a Tinkoff-Saxo.

Roche, que era companheiro de equipa de Sérgio Paulinho, Bruno Pires e de Alberto Contador, poderá ser uma peça importante para o apoio a Chris Froome.

"Sinto que continuo a evoluir como ciclista. É uma grande honra assinar pela Sky e ter oportunidade de me correr entre os melhores do Mundo", disse Nicolas Roche. O diretor da Sky, Dave Brailsford, considerou que Roche "vai ser uma mais-valia para a equipa" e lembrou experiência do irlandês, que já participou em 13 grandes voltas.


Fonte: Record

domingo, 28 de setembro de 2014

Michal Kwiatkowski campeão Mundial de fundo.


Escrito por: admin

O corredor polaco Michal Kwiatkowski é o novo campeão Mundial de estrada na categoria de fundo.

Kwiatkowski atacou no inicio da subida final, não mais sendo alcançado pelo pelotão deixando assim para segundo o australiano Simon Gerrans e para terceiro o espanhol Alejandro Valverde.


Rui Costa terminou no 23º posto, a 7 segundos do vencedor. 

(em atualização)

sábado, 27 de setembro de 2014

Portugal azarado no Mundial.


Escrito por: admin

A francesa Pauline Ferrand-Prevot sagrou-se campeã Mundial de estrada na categoria de elites femininas.

A prova decidiu-se ao sprint, com 11 corredoras a chegaram com o mesmo tempo. Prevot deixou para segundo a alemã Lisa Brennaur e para terceiro a sueca Emma Johansson.

A portuguesa Daniela Reis acabou por abandonar à quarta volta, devido ao tempo de atraso. “É uma pena que nas provas em circuito as regras quanto ao fecho do controlo sejam diferentes. Estava a perder cerca de dois minutos e meio por volta, nunca seria dobrada e gostaria de ter terminado”, disse a jovem portuguesa. Daniela Reis descreveu a sua estreia num Mundial como “uma boa experiência, porque é neste pelotão, entre as melhores, que se conhece a realidade do ciclismo. Espero que tenha sido a primeira participação de muitas”, concluiu.

Quanto aos juniores, o novo campeão Mundial é o alemão Jonas Bokeloh, que ao sprint se superiorizou ao russo Alexandr Kulikovskiy no segundo posto, e o holandês Peter Lenderink, no terceiro.

Os jovens portugueses não tiveram uma prova perfeita, Tiago Antunes foi vitima de queda, e acabou por ser obrigado a abandonar. “A experiência neste mundial durou pouco. Fiquei envolvido numa queda na primeira volta, a bicicleta ficou com problemas mecânicos, que assistência neutra demorou a resolver, e já não consegui reentrar”, lamentou o corredor.

André Carvalho não teve melhor sorte, sendo também envolvido em acidentes de corrida. “Fiquei preso numa queda e nunca mais consegui voltar ao pelotão. Com o ritmo a que se corre aqui, ter um azar é o mesmo que dizer adeus à corrida”, disse o ciclista português.

Rui Oliveira o terceiro membro da Seleção Nacional também não conseguiu acabar, apesar de desiludido. “Penso que estava capaz de chegar, pelo menos, no pelotão. Só que a 50 quilómetros do final, depois de um adversário ter batido na minha bicicleta, fiquei com problemas mecânicos e a corrente saiu, deixando-me para trás”.

Amanhã correm os elites masculinos, André Cardoso, José Mendes, Sérgio Paulinho, Rui Costa, Nelson Oliveira e Tiago Machado.


Fonte: Federação Portuguesa de Ciclismo   

Joaquim Silva 16º no Mundial de Ponferrada.


Escrito por: admin

O corredor norueguês Sven Erik Bystrom é o novo campeão Mundial de fundo em sub-23.

Bystrom atacou na parte final da derradeira subida e conseguiu segurar a vantagem até à linha de meta, terminando assim a sete segundos do australiano Caleb Ewan, segundo classificado, com o seu compatriota Kristoffer Skjerping a ser terceiro.

O melhor português em prova foi Joaquim Silva no 16º posto, depois de uma tentativa de fuga que acabou por não resultar.

Rafael Reis foi 46º, a 1m03s, Ruben Guerreiro 75º, a 6m10s e Ricardo Ferreira 80º, a 9m18s.

Este sábado mais portugueses vão competir. Na parte da manhã é a vez dos juniores Tiago Antunes, António Carvalho e Rui Oliveira. Da parte da tarde é a vez da feminina portuguesa de apenas 21 anos, Daniela Reis, que se baterá na prova das elites femininas.


Fonte: Abola

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Amalie Diderkisen campeã do Mundo de juniores.


Escrito por: Diogo Martins

A primeira prova em linha dos Campeonatos do Mundo 2014 disputou-se hoje, com a categoria de juniores femininas.

Amalie Diderkisen foi a vencedora, numa chegada ao sprint a dinamarquesa foi a mais forte nos 72,8km de prova, onde consegui revalidar o título alcançado no ano passado. A italiana Sofia Bertizzolo foi prata e a polaca Agniezkce Skalniak arrecadou o bronze.


De relembrar que não estava presente na prova nenhuma atleta portuguesa.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Gémeos Gonçalves dispensados da La Pomme.


Escrito por: admin

Os dois corredores portugueses José e Domingos Gonçalves vão ser dispensados da formação francesa La Pomme – Marseille no final desta temporada.

A formação francesa pretende mudar muita coisa no seu plantel, face aos resultados menos bons conseguidos este ano.


Fonte: Jornal Ciclismo

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Nélson Oliveira e Tiago Machado em destaque nos Mundiais de contrarrelógio.


Escrito por: admin

O corredor português Nelson Oliveira terminou a prova de contrarrelógio do Mundial de Ciclismo num excelente 7º posto, a 1m21s, do novo Campeão Mundial, o britânico Bradley Wiggins, com o tempo de  56m25s.

Tiago Machado também este em destaque, ao terminar num honroso 11º posto, a 1m52s.

O segundo na prova foi o alemão Tony Martin, tricampeão Mundial da especialidade, a 26s de Wiggins, com o holandês Tom Dumoulin em terceiro a 40s.


É de destacar ainda, que Nelson Oliveira ocupou o “hot seat” desde o momento em que terminou a prova até praticamente ao seu final, tendo a companhia de Tiago Machado durante muito desse tempo. Este resultado demonstra assim que cada vez mais o ciclismo português está a evoluir, e que podemos esperar nos próximos anos resultados ainda mais favoráveis do que os conquistados hoje.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Portugueses discretos no Mundial de Ponferrada.


Escrito por: admin

A jovem corredora portuguesa Daniela Reis estrou-se, esta terça-feira, em Mundiais de estrada com o último posto no contrarrelógio individual de elites femininas.

Daniela Reis terminou a 7,48 minutos da vencedora, a corredora alemã Lisa Brennauer, que necessitou de 38m48s para cumprir os 29,5 quilómetros da prova.

O segundo posto ficou para Anna Solevey, a 18 segundos e o terceiro para Evelyn Stevens, a 21 segundos.

Estiveram ainda hoje em prova os dois juniores portugueses Ivo Oliveira e Tiago Antunes também na prova de contrarrelógio, com Ivo a ser 30º e Tiago 45º.

Ivo Oliveira ficou a 3 minutos do vencedor, Lennard Kmana, que cumpriu os 29,5 quilómetros da prova em 36m13s.

Tiago Antunes terminou a 3m38s.

De destacar o facto de todos os representantes lusos que estiveram na estrada hoje serem estreantes.


Fonte: Abola

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Tiago Machado assina pela Katusha.


Escrito por: admin

O corredor português Tiago Machado assinou por duas temporadas com a Katusha, formação WorldTour, comanda por José Azevedo.


Depois de um ano na NetApp-Endura, Machado, de 29 anos, vai voltar ao escalão máximo do ciclismo mundial, depois de quatro temporadas ao serviço da RadioShack.

Rafael Reis 4º no Mundial de contrarrelógio em Ponferrada.


Escrito por: admin

O representante português no contrarrelógio no Mundial de Ponferrada em sub-23, Rafael Reis, obteve o 4º posto, a 19.32 segundos do novo Campeão Mundial, o australiano Campbell Flakemore.

Rafael Reis ocupou o primeiro posto durante muito tempo, sendo depois destronado pelo novo Campeão Mundial, seguido pelo irlandês Ryan Mullen, a 0.48 segundos, e Stefan Kueng, a 9.22.


Amanhã competem mais três portugueses, Ivo Oliveira e Tiago Antunes no contrarrelógio individual dos juniores, e Daniela Reis vai representar Portugal nas elites femininas.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Voigt novo recordista da Hora.


Escrito por: admin

O corredor alemão Jens Voigt, de 43 anos, bateu o mítico recorde da hora, que pertencia a Ondrej Sosenkan desde 2005.

"Fiz muito mais do que imaginava. Parti talvez demasiado rápido e tive de abrandar um pouco. Dei tudo nos últimos 20 minutos, sabia que ainda tinha energia, que estava com desempenho de recorde, estava eufórico", disse o germânico.

Voigt um dia depois de fazer 43 anos, ultrapassou os 49.700 quilómetros feitos por Sosenkan em Moskovo, conseguindo cumprir 51.115 quilómetros.

"Foram os 20 últimos da minha vida desportiva. Tentei dar tudo. Estou feliz. 51 quilómetros é bem mais do que imaginei", reconheceu o ciclista.

"Tenho muito orgulho de ombrear com os vencedores Anquetil, Merckx e Indurain. É ótimo deixar o desporto assim". Voigt estima que durante toda a sua carreira velocipédica tenha percorrido 850.000 quilómetros, o suficiente para dar 21 voltas ao Planeta.


Fonte: Record

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

David Millar lidera Grã-Bretanha nos Mundiais de Ponferrada.


Escrito por: admin

David Millar vai ser o líder da seleção da Grã-Bretanha, nos Mundiais de estrada, que decorrem entre 22 e 28 de setembro em Ponferrada, Espanha.

«David Millar será o líder da equipa para a última participação com a seleção britânica», disse Shane Sutton, diretor técnico que esta quarta-feira anunciou a equipa para o Mundial.

Mark Cavendish é o grande ausente da seleção britânica que conta com Steve Cummings (BMC), Chris Froome, Peter Kennaugh, Luke Rowe, Bem Swift, Geraint Thomas (Sky), Adam Yates e Simon Yates (Orica-GreenEdge).

Alex Dowsett (Movistar) e Bradley Wiggins (Sky) vão participar na prova de contrarrelógio.


Fonte: Abola

Rui Costa 42º na Coppa Agostoni.


Escrito por: admin

Rui Costa disputou esta quarta-feira a última prova antes de disputar o Campeonato do Mundo, que decorrerá em Ponferrada, entre 22 e 28 de setembro.

Na Coppa Agostoni, em Itália, Costa chegou integrado no pelotão, no 42º posto. Tiago Machado e José Mendes (ambos NetApp), também chegaram no pelotão.

A prova foi vencida por Niccolo Bonifazio, companheiro de equipa de Rui Costa.


Fonte: Abola