segunda-feira, 6 de julho de 2015

Fabian Cancellara abandona Volta a França.


Escrito por: Marco Faria

O corredor suíço Fabian Cancellara abandonou a Volta a França. Cancellara, que liderou o Tour no dia de hoje, foi um dos corredores que ficou envolvido na queda coletiva a sensivelmente 60 quilómetros da chegada, que lhe provocou a fratura de duas vértebras.

Cancellara ainda terminou a tirada, a 11.43 minutos de Joaquim Rodriguez (Katusha), sendo depois transportado ao hospital.


Fonte: Abola

Joaquim Rodriguez vence 3ª tirada da Volta a França.


Escrito por: Marco Faria

O corredor espanhol Joaquim Rodriguez (Katusha) venceu a 3ª tirada da Volta a França, uma chegada a Huy, típica de uma clássica.

No segundo posto terminou Chris Froome (Sky), com o mesmo tempo do vencedor, e no terceiro Alexis Vuillermoz (AG2R), a 4 segundos.

Na geral, Chris Froome é o novo líder, com Tony Martin (Etixx-QuickStep) no segundo posto a 1 segundo e Tejay Van Garderen (BMC) no terceiro a 13.

A tirada de hoje acabou por ficar marcada por uma queda coletiva, que obrigou ao abandono de Simon Gerrans (Orica-GreenEdge), Tom Dumoulin (Giant-Alpecin), William Bonet (FDJ) e ainda Dmitry Kozontchuk (Katusha). Nesta queda ficaram ainda envolvidos o anterior líder, Fabian Cancellara (Trek), e os portugueses Rui Costa (Lampre-Merida) e José Mendes (Bora Argon-18).

A etapa acabou assim por ser neutralizada, com o pelotão a esperar pelos corredores que ficaram na queda coletiva.

Na tirada, Rui Costa e Tiago Machado (Katusha), terminaram no 38º e 39º postos, a 1m13s, enquanto que Nelson Oliveira (Lampre-Merida) foi 107º, a 6m13s. José Mendes terminou no 162º posto, a 11m02s.


Na geral, Rui Costa é 30º, a 3m10s, com Tiago Machado no 59º posto, a 6m41s, Nelson Oliveira no 79º, a 8m13s e José Mendes é 163º, a 16m30s.

domingo, 5 de julho de 2015

Fabian Cancellara novo líder da Volta a França.


Escrito por: Marco Faria

O corredor alemão Andre Greipel (Lotto-Soudal) venceu a 2ª tirada da Volta a França, uma chegada a Zélane, após 166 quilómetros de extensão.

No segundo posto terminou Peter Sagan (Tinkoff-Saxo) e no terceiro Fabian Cancellara (Trek), ambos com o mesmo tempo do vencedor.

Com este resultado Cancellara assume assim a liderança, depois do anterior líder Rohan Dennis (BMC) ter ficado num dos cortes que o pelotão sofreu, terminando a 1m28s de Greipel.

No mesmo grupo de Dennis seguiam ainda vários corredores para as contas da geral final, como o caso de Alejandro Valverde e Nairo Quintana (ambos Movistar), Vincenzo Nibali (Astana), Rui Costa (Lampre-Merida), Robert Gesink (Lotto-Jumbo), Joaquim Rodriguez (Katusha), Romain Bardet e Jean Christophe Peraud (ambos AG2R), Bauke Mollema (Trek), entre outros corredores de grande valia.

Quanto aos restantes portugueses, Nelson Oliveira (Lampre-Merida), terminou no mesmo grupo que o seu líder, Rui Costa, com Tiago Machado (Katusha) a terminar no 132º posto, e José Mendes (Bora-Argon 18), no176º, ambos a 5m04s.


Na geral, Rui Costa é 52º, a 2m39s, Nelson Oliveira é 56º, a 2m42s, Tiago Machado e José Mendes são 124º e 125º, ambos a 6m10s.

sábado, 4 de julho de 2015

Rohan Dennis primeiro líder da Volta a França.


Escrito por: Marco Faria

O corredor australiano Rohan Dennis (BMC) venceu a primeira tirada da Volta a França de 2015, um contrarrelógio individual com 13.8 quilómetros de extensão em Utrecht.

Dennis deixou para segundo Tony Martin (Etixx-QuickStep) a 5 segundos e para terceiro Fabian Cancellara (Trek Factory Racing), a 6.

Na geral, Dennis é o líder, com Tony Martin no segundos posto aos mesmos 5 segundos e Fabian Cancellara no terceiro a 6.


Quanto aos portugueses, Tiago Machado (Katusha) terminou no 69º posto e José Mendes (Bora-Argon 18), no 70º, ambos a 1m08s. com Rui Costa (Lampre-Merida) no 83º posto, a 1m13s e Nelson Oliveira (Lampre-Merida), no 94º, a 1m16s.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Rui Costa e Nelson Oliveira confirmados no Tour.

Foto: Momento Certo Fotografia.

Escrito por: Marco Faria

Os corredores portugueses Rui Costa e Nelson Oliveira fazem parte do lote de convocados da Lampre-Merida para a Volta a França, que se iniciará no próximo sábado, dia 26 de julho.

Rui Costa conta já com várias participações na prova gaulesa, entre essas participações tem já 3 vitórias de etapa e um 18º posto como melhor lugar da geral. Nelson Oliveira estreou-se na prova em 2014, com um 87º posto na geral, que no entanto não reflecte a sua excelente exibição durante toda a prova em prol do seu líder, Rui Costa.

Portugal estará ainda representado por mais dois corredores, Tiago Machado (Katusha) e José Mendes (Bora-Argon).


Fonte: Abola

domingo, 28 de junho de 2015

Rui Costa Campeão Nacional de Fundo.



Escrito por: Marco Faria

O corredor poveiro Rui Costa (Lampre-Merida), venceu o Campeonato Nacional de Fundo, após uma ligação de 177,1 quilómetros, com partida e chegada ao Sameiro, em Braga.

No segundo posto terminou Joni Brandão (Efapel) com o mesmo tempo, e em terceiro ficou Tiago Machado (Katusha), a 2 segundos.

Foi uma a partir da 7ª volta uma corrida muito instável, visto que os sucessivos ataques atrapalhavam as contas e as aspirações de muitos corredores.

No final da prova Rui Costa agradeceu aos seus colegas de equipa. “Só tenho de agradecer ao meu irmão e ao Nelson Oliveira pelo excelente trabalho que fizeram. Esta vitória é deles”, referiu.


As varias dificuldades imposta quer pelo relevo quer pelo calor, levaram a muitas desistências, sendo apenas possível para 22 corredores de 62 à partida terminarem a prova.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Nelson Oliveira e José Fernandes campeões nacionais de contrarrelógio.


Escrito por: Marco Faria

Os corredores portugueses Nelson Oliveira (Lampre-Merida) e José Fernandes (Anicolor), são os novos campeões nacionais de elites e sub-23 na disciplina de contrarrelógio.

Nelson Oliveira deixou para segundo Tiago Machado (Katusha), a 4 segundos e para terceiro José Mendes (Bora-Argon), a 47.


José Fernandes relegou para segundo Gaspar Gonçalves (Liberty Seguros), a 1m02s e para terceiro Rúben Guerreiro (Axeon), a 1m13s.

domingo, 21 de junho de 2015

António Carvalho vence GP Jornal de Notícias.


Escrito por: Marco Faria

O corredor português António Carvalho (W52-Quinta da Lixa) venceu a 25ª edição do GP Jornal de Notícias, com a tirada de hoje a ser ganha por João Benta (Louletano-Ray Just Energy).

A 21 segundos da liderança, João Benta aproveitou as dificuldades dos últimos quilómetros para tentar assaltar a liderança de António Carvalho, com um ataque na subida desde Freixo até à igreja do Bonfim.

Ainda assim não foi possível, acabando por terminar a prova com o mesmo tempo de Diego Rubio e Domingos Gonçalves, ambos da Efapel.

Apesar do susto, António Carvalho conseguiu vencer a prova, com três segundos de avanço para Diego Rubio e Bruno Silva (LA Alumínios-Antarte).

"Já ontem [sábado] disse e hoje repito-o: esta vitória não é minha, mas da equipa W52-Quinta da Lixa. Os meus companheiros trouxeram-me quase até à meta. Sofri muito e foi a força dos meus colegas, o desespero de não querer que se perdesse o muito que trabalharam por mim que me permitiu continuar a lutar e sofrer, pois, a dois quilómetros do final, estive quase a abrir para o lado e a abdicar", referiu o vencedor.

Fonte: Record

Simon Spilak vence Volta à Suíça.


Escrito por: Marco Faria

O corredor esloveno Simon Spilak (Katusha) venceu a Volta á Suíça, sucedendo assim a Rui Costa, corredor português que venceu as últimas três edições da prova.

Spilak fez um excelente contrarrelógio, terminando no segundo posto, apenas batido por Tom Dumoulin, com o esloveno a terminar a 18 segundos do holandês. O terceiro foi Fabian Cancellara (Trek), a 19.

Thibaut Pinot (FDJ), anterior camisola amarela, terminou no 14º posto, descendo assim para o 4º na geral.

No pódio terminou Spilak na frente, com Geraint Thomas (Sky) em segundo a 5 segundos e Tom Dumoulin (Giant-Alpecin), a 19.


Quanto aos portugueses, André Cardoso (Cannondale-Garmin), terminou a tirada no 101º posto, a 5m31s de Dumoulin, terminando no 36º posto, a 26m39s de Spilak. 

Filipe Cardoso 17ª nos Jogos Europeus de Baku.

Foto de Pedro Vidinha

Escrito por: Marco Faria

O corredor Filipe Cardoso foi o melhor representante português nos Jogos Europeus, ao terminar no 17º posto, numa prova ganha pelo corredor espanhol Luís Leon Sánchez.

Cardoso conseguiu resistir ao ritmo do grupo da frente até aos últimos 10 quilómetros, cedendo apenas na última subida, terminando assim a 1m01s de Sánchez. O segundo na tirada foi o ucraniano Andriy Grivko e o terceiro o checo Petr Vakoc.

Edgar Pinto terminou no 38º posto, a 6m18s do vencedor, numa prova em que apenas 60 corredores terminaram. Entre as desistências estão Fábio Silvestre, José Gonçalves e Rafael Reis.


“O Filipe Cardoso andou bem, mas quem vem para discutir a corrida precisa da rodagem que é dada ao nível superior, no WorldTour. Queríamos chegar ao top 10, mas não foi possível. Demos, no entanto, luta até ao final”, considera o selecionador nacional, José Poeira. 

sábado, 20 de junho de 2015

António Carvalho é o novo líder do GP Jornal de Notícias.


Escrito por: Marco Faria

O corredor português António Carvalho (W52-Quinta da Lixa) venceu este sábado a primeira tirada do GP Jornal de Notícias, uma chegada em Braga, ao Sameiro, e assume assim a liderança da prova.

António Carvalho bateu ao sprint Bruno Silva (LA Alumínios-Antarte) e Joni Brandão (Efapel), segundo e terceiro, respetivamente.

"Esta vitória não é minha, mas de toda a equipa, que trabalhou muito para este resultado. Já nos dois quilómetros finais, pedi ao Joaquim Silva que metesse um ritmo que não permitisse a ninguém sair e ele fez isso exemplarmente até faltarem 500 metros para a chegada. Aí foi a minha vez de estar atento aos adversários. Sabia que o Joni Brandão iria atacar, fui na roda e passei-o a 100 metros do fim", explicou o camisola amarela, sobrinho de Fernando Carvalho, único corredor que conquistou duas edições do Grande Prémio Jornal de Notícias, em 1986 e em 1989.

O corredor que foi coroado como “rei” da montanha da Volta a Portugal de 2014 é o líder da prova, com três segundos de vantagem para Bruno Silva e seis para Joni Brandão.

Este domingo disputa-se a segunda e última tirada, uma ligação entre Lordelo e o Porto.


Fonte: Record

Daniela Reis 14ª na prova de fundo dos Jogos Europeus de Baku.


Escrito por: Marco Faria

A jovem corredora portuguesa Daniela Reis de apenas 22 anos terminou no 14º posto a prova de fundo de ciclismo de estrada nos Jogos Europeus de Baku, no Azerbaijão.

No primeiro ano em que se concentra em exclusivo ao ciclismo, a corredora portuguesa obteve um resultado bastante positivo, e que nos faz prever um futuro ainda mais positivo.

Daniela terminou a prova a 5m17s da bielorussa Alena Amialiusik, que ao sprint deixou para segundo a polaca Katarzyna Niewiadoma e para terceiro a holandesa Anna van der Bregeen. Daniela Reis, foi sexta no pelotão.

Quanto ao ciclismo masculino, este domingo vão para a estrada para disputar a prova de fundo, com Filipe Cardoso, Edgar Pinto, Fábio Silvestre, José Gonçalves e Rafael Reis.


Fonte: Record

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Alexander Kristoff vence 7ª tirada da Volta à Suíça.



Escrito por: Vasco Seixas


Decorreu hoje mais uma etapa da 79ª edição da prova suíça. Tal como na etapa anterior foi uma etapa apesar de selectiva, feita à medida dos sprinters mais completos, tendo sido superior o gigante norueguês da Katusha Alexandar Kristoff, seguido do líder da camisola dos pontos Peter Sagan da Tinkoff e da revelação italiana da temporada Davide Cimolai da Lampre. De referir que a etapa foi muito rápida e agressiva com o ataque de bons e importantes nomes do ciclismo actual como o actual campeão do mundo Michal Kwiatkowski , o suíço Silvan Dillier da BMC, o sul-africano Daryl Impei da Orica e ainda o francês Axel Dumont da Ag2r. 

Na luta pela geral devido à grande velocidade nos últimos quilómetros acabou por haver um pequeno corte mas de apenas 5 segundos entre os favoritos não tendo havido alterações de relevo na geral individual. 

Dos dois portugueses em prova, André Cardoso da Cannondale-Garmin foi o melhor classificado terminando em 52º a 17s do vencedor, enquanto que Mário Costa da Lampre terminou em 123º a 17:09min de Kristoff depois do natural trabalho ao longo da etapa em prol da equipa transalpina.

Pedro Paulinho vence prólogo inaugural do GP Jornal de Notícias.


Escrito por: Marco Faria

O corredor português Pedro Paulinho (LA-Antarte), venceu o prólogo inaugural do GP Jornal de Notícias, em Viana do Castelo.

Paulinho deixou para segundo Diego Rubio (Efapel) a 1 segundo, e para terceiro Daniel Meste (Tavira), a 2 segundos.

Com este resultado Pedro Paulinho assume a liderança da prova, com o mesmo tempo na geral e para os mesmos opositores.


Amanhã decorre a segunda tirada, uma ligação entre Ovar e Braga, com 164 quilómetros de extensão e uma chegada ao Sameiro, que fará diferenças na geral.

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Peter Sagan vence 6ª tirada da Volta à Suíça.


Escrito por: Marco Faria

O corredor eslovaco Peter Sagan (Tinkoff-Saxo), venceu a sexta tirada da Volta à Suíça, uma ligação entre Will e Bien/Bienne, com 193.1 quilómetros de extensão.

No segundo posto terminou Jurgen Roelands (Lotto-Soudal), e para terceiro ficou Alexander Kristoff (Katusha), ambos com o mesmo tempo de Sagan.

Na geral, Thibaut Pinot (FDJ) mantêm a liderança, com Geraint Thomas (Sky) em segundo a 42 segundos e Simon Spilak (Katusha) em terceiro, a 50.

Quanto aos portugueses, André Cardoso (Cannondale-Garmin), terminou no 52º posto, com o mesmo tempo do vencedor, enquanto que Mário Costa (Lampre-Merida) terminou no 137º, a 3m21s.

Na geral, Cardoso é 36º, a 21m30s, enquanto que Costa é 119º, a 1h10m14s.


Fonte: Abola

Rafael Reis 19º na prova de contrarrelógio dos Jogos Europeus.


Escrito por: Marco Faria

O corredor português Rafael Reis foi 19º na prova de contrarrelógio dos Jogos Europeus, em Baku, Azerbaijão.

O corredor português necessitou de 1h04m06s para cumprir os 51,5 quilómetros, terminando assim a 4m42s do vencedor, Vasil Kiryienka.

No segundo posto terminou Stef Clement, a mais 1m10s e no terceiro Luis León Sánchez, a 1m32s.


Fonte: Abola

quarta-feira, 17 de junho de 2015

A fome de correr e vencer, a história de Eddie Merckx.


Escrito por: Diogo Martins

Eddy Merckx é do tempo de poucos nós. Todavia todos sabemos que “o canibal” foi um fenómeno e um dos mais gloriosos do ciclismo mundial. Belga de nome Edouard Louis Joseph Merckx, nascido em Meensel-Kiezegem na Flandres, começou a correr aos 16anos. O seu primeiro título de renome foi logo o campeonato mundial de amadores em 1964 com apenas 19anos. No ano a seguir é convidado a correr com profissional.
Eddy conseguiu logo, em 1966 e 1967, fazer top 15 em quase todas as provas em que participou, incluindo Paris-Roubaix, Milan-San Remo, Lombardia e Giro de Itália além de ser tornar campeão mundial! A partir daí foi só vencer. Vence 3 Paris-Nice (1969, 70 e 71), 3 Paris-Roubaix (1968, 70 e 73), 5 Liege-Bastogne-Liege (1969, 71, 72, 73, 75), 7 Milan-San Remo (1966, 67, 69, 71, 72, 75, 76), 24 vitórias no Giro de italia entre 1967 e 1974 e vitória da Maglia Rosa em 1968, 70, 72, 73, 74. E 34 vitórias no Tour de France entre 1969 e 1975, e consequentemente vitória da camisola amarela em 1969, 70, 71, 72 e 74! Pelo meio, em 1972 bate o recorde da hora na cidade do México com uma marca de 49,431 kms. E ainda consegue arrecadar 3 campeonatos mundiais (1967, 71 e 74).
Eddy Merckx faz hoje 70 anos, e em sua homenagem, deixamos o seu vasto palmarés.


1964
Arc en ciel.svg Campeão do mundo amador de ciclismo estrada



1966 (Time Peugeot-BP):

Milan- San Remo;
Campeonato da Flandres;
Tour de Morbihan;



1967 (Time Peugeot-BP) :

Arc en ciel.svg Campeão do Mundo;
Milan – San Remo;
La Fleche Wallonne;
Gent-Wevelgem;
Trofeo Barachhi ;
Giro de Italia : 2 etapas ;
Critérium des As;



1968 (Time Faema):

Giro De Italia:
Jersey pink.svg Classificação geral;
Jersey green.svg Rei da montanha;
Jersey violet.svg Classificação por pontos;
 E 4 etapas ;
Paris- Roubaix;
Tour of Romandie;
Volta a Catalunya;
Tre Valli Varesine;
Giro di Sardegna;
Gran Premio di Lugano;
A travers Lausanne;



1969 (Time Faema):

Tour de France:
Jersey yellow.svg Classificação geral;
Classificação de montanha;
Jersey green.svg Classificações por pontos;
Jersey red number.svg Prêmio combatividade;
E 6 etapas;
Giro de Italia: 4 etapas;
Milan San Remo;
Tour of Flandres;
Liege-Bastogne-Liege;
Paris-Luxembourg;
Paris Nice :
 Jersey yellow.svgClassificação geral;
E 4 etapas.



1970 (Time Faema-Faemino) :

Jersey yellow.svg Classificação geral;
Classificação de montanha;
Jersey red number.svg Prêmio combatividade;
E 8 etapas.
Jersey pink.svg Classificação geral;
E 3 etapas.
Paris-Roubaix ;
La Flèche Wallonne ;
Gent-Wevelgem;
Paris-Nice;
Critérium des As;
Bélgica Campeonato de Nações;



1971 (Time Molteni) :

Tour de France:
Jersey yellow.svg Classificação geral;
Jersey green.svg Classificação por pontos;
E 4 etapas.
Arc en ciel.svg Campeonato do mundo;
Milan - San Remo;
Liège-Bastogne-Liège;
Rund um den Henninder Turm;
 Paris-Nice : Jersey yellow.svg Classificação geral;
Critérium du Dauphiné Libéré : Jersey yellow.svg Classificação geral;
Tour of Belgium;
Giro di Sardegna;
Super Prestige Pernod International

1972 (Time Molteni):

Tour de France:
Jersey yellow.svg Classificação geral;
Jersey green.svg Classificação por pontos;
E 6 etapas.
Giro de Itália:
Jersey pink.svg Classificação geral;
E 4 etapas.
Record hora - 49.431 km;
Milan – San Remo;
Liège–Bastogne–Liège;
Giro di Lombardia;
La Flèche Wallonne;
Super Prestige Pernod International.



1973 (Time Molteni):

Giro de Itália:
Jersey pink.svg Classificação geral;
Jersey violet.svg Classificação pontos;
E 6 etapas.
Vuelta España:
Jersey gold.svg Classificação geral;
Jersey blue.svg Classificação por pontos;
Jersey white.svg Classificação combinada;
Classificação “sprintes”;
E 6 etapas;
Liège–Bastogne–Liège ;
Gent-Wevelgem ;
Omloop "Het Volk" ;
Giro di Sardegna ;
Super Prestige Pernod Trophy.



1974 (Time Molteni) :

Tour de France:
Jersey yellow.svg Classificação geral;
Jersey red number.svg Prêmio combatividade;
E 8 etapas;
Giro de Itália:
Jersey pink.svg Classificação geral;
E 2 etapas;
Arc en ciel.svg  Campeão do Mundo;
Tour de Suisse:
Classificação pontos
Rei das montanhas
3 etapas;
Critérium des As;
Super Prestige Pernod Trophy.



1975 (Team Molteni):

Milan – San Remo
Tour of Flanders
Liège–Bastogne–Liège
Amstel Gold Race
Catalan Week
Tour de France : 2 Etapas ;
Tour de Suisse : 1 Etapa ;
Giro di Sardegna ;
Super Prestige Pernod Trophy;
Six Days of Ghent.



1976 (Team Molteni):

Milan – San Remo;
Catalan Week.



1977 (Team Fiat) :

Tour de Suisse : 1 Etapa ;
Tour Mediterraneen ;
Six Days of Munich;
Six Days of Zürich;

Six Days of Ghent.