domingo, 20 de maio de 2018

Giro: Simon Yates imparável!


Foto: Tim de Waele

O britânico Simon Yates venceu a décima quinta etapa do Giro d’Itália, uma ligação de 176 quilómetros entre Tolmezzo e Sappada com chegada numa pequena subida não contabilizada. Em segundo lugar ficou Miguel Angel Lopez e em terceiro Tom Dumoulin, ambos a 41 segundos

A etapa fica marcada por uma grande fuga do dia, composta por 24 homens entre os quais se incluíam Giulio Ciccone, Diego Ulissi, Zdenek Stybar ou Dayer Quintana. No entanto, a fuga que demorou cerca de 70 quilómetros para se formar, não teve vida longa pois a Education First, que não tinha conseguido colocar lá ninguém, acelerou e muito no pelotão e a fuga também se começou a partir aos bocados. O último resistente, Nico Denz, foi alcançado a cerca de 20 quilómetros para o final, quando os favoritos começaram a atacar no Costalissoio.

O primeiro a atacar foi Lopez, que fez o grupo partir-se e Froome ficar descolado, mas Yates causou o pânico quando atacou a primeira vez e só o colombiano lhe conseguiu responder, e mal. Quando o grupo se reagrupou e enquanto os favoritos tentavam recuperar, Yates acelerou outra vez e aí abriu tal vantagem que nunca mais foi visto.

O grande derrotado do dia é Fabio Aru que chega em 69º a 19’31” e perde assim todas as esperanças que tinha em finalizar num bom resultado.

Terça feira avizinha-se o contrarrelógio de 34 quilómetros, um contrarrelógio quase sempre com retas longas e planas no início e com uma fase mais técnica com falsos planos no final. A meu ver assenta bem a Rohan Dennis, mas será Dumoulin capaz de recuperar a camisola rosa?

Classificação da etapa
   | Simon Yates                      | 4h37’56”
   | Miguel Angel Lopez         | +41”
   | Tom Dumoulin                  | +41”
   | Domenico Pozzovivo        | +41”
   | Richard Carapaz                | +41”
   | Thibaut Pinot                     | +41”
   | Alexandre Geniez              | +1’20”
   | Davide Formolo                | +1’20”
   | Pello Bilbao                      | +1’20”
10º | Sam Oomen                      | +1’20”

Classificação geral
   | Simon Yates                       | 65h57’37”
   | Tom Dumoulin                   | +2’11”
   | Domenico Pozzovivo         | +2’28”
   | Thibaut Pinot                      | +2’37”
   | Miguel Angel Lopez          | +4’27”
   | Richard Carapaz                 | +4’47”
  | Chris Froome                      | +4’52”
   | George Bennett                  | +5’34”
   | Pello Bilbao                        | +5’59”
10º | Patrick Konrad                    | +6’13”

Califórnia: Hat trick de Gaviria na consagração de Bernal

Foto: Getty Images

O colombiano Fernando Gaviria venceu ontem a sétima e última etapa do Tour of Caliornia, uma ligação de 146 quilómetros com partida e chegada em Sacramento, em dia que foi de consagração do também colombiano Egan Arley Bernal. Em segundo na etapa chegou o Alemão Max Walschied e em terceiro o australiano Caleb Ewan, ambos com o mesmo tempo do vencedor.

A fuga estava condenada desde o seu início. Com uma etapa a assentar tão bem a todos as eles, as suas equipas trataram de assumir o controlo do pelotão e da corrida em busca da vitória da etapa, especialmente a Katusha de Marcel Kittel.

No final, quando o que se expectava era um duelo entre Ewan e Gaviria, foi o jovem Walschied que apareceu do nada e por pouco não roubou a vitória a Gaviria, que teve mesmo de ser confirmada no photofinish.

Foto: Getty Images

O top10 da classificação geral não sofreu quaisquer alterações, com Bernal a terminar na primeira posição, van Garderen em segundo a 1’25” e Daniel Martinez em terceiro a 2’14”. Bernal venceu também a classificação da juventude e a classificação por pontos e o letão da Trek Toms Skuijns venceu a classificação da montanha.

Quanto aos portugueses, Ruben Guerreiro terminou em 14º a 7’05” e Ivo Oliveira em 34º a 18’35”.

Classificação da etapa
1º   | Fernando Gaviria               | 3h07’39”
2º   | Max Walschied                  | m.t.
3º   | Caleb Ewan                       | m.t.
4º   | Peter Sagan                        | m.t.
5º   | Miguel Byron                    | m.t.
6º   | Alexander Kristoff            | m.t.
7º   | Michael Rice                     | m.t.
8º   | Ty Magner                         | m.t.
9º   | Daniel McLay                    | m.t.
10º | Kiel Reijnen                       | m.t.

Classificação geral final

1º   | Egan Arley Bernal          | 25h34’19”
2º   | Tejay van Garderen        | +1’25”
3º   | Daniel Martinez              | +2’14”
4º   | Adam Yates                    | +2’16”
5º   | Tao Geoghegan Hart      | +2’28”
6º   | Rafal Majka                    | +3’01”
7º   | Brandon McNulty          | +3’28”
8º   | Laurens De Plus             | +3’50”
9º   | Kristijan Durasek           | +3’59”
10º | Mathias Frank                | +4’01”

Giro: Froome renasce!


Foto: Tim de Waele

O britânico Chris Froome venceu ontem a décima quarta etapa do Giro d’Itália, uma ligação de 181 quilómetros entre San Vito al Tagliamento e o famoso Monte Zoncolan. Em segundo ligar ficou o também britânico Simon Yates a 6” e em terceiro o italiano Domenico Pozzovivo a 23”.

A etapa, talvez a mais dura até agora percorrida, teve uma fuga de 7 elementos que se formou apenas na primeira contagem de montanha do dia, cerca do quilómetro 45, e era composta por Conti, Pedersen, Gavazzi, Barbin, Montaguti, Didier e Mosca. O último resistente, Conti, foi alcançado já durante a subida ao Zoncolan.

No pelotão, a Mitchelton ia controlando até a Astana ter acelerado a cerca de 50 quilómetros para o final e ter ganho progressivamente tempo à frente. Chegados ao Zoncolan, foi a Sky a tomar conta do grupo e Wout Poels a descarregar progressivamente um grande lote de corredores. Froome atacou a faltarem pouco mais de quatro quilómetros para o final, e, apesar de ter estado sempre à vista, nunca mais foi alcançado. Simon Yates bem tentou, mas ficou a 6” de o conseguir. Mais 1 quilómetro e talvez a história fosse outra. Dumoulin conseguiu minimamente limitar as perdas numa subida que em nada assentava às suas caraterísticas, mas vai ter de explodir na terceira semana se realmente quer vencer o Giro.

Quanto à geral Froome subiu a 5º depois do resultado de hoje e Lopez a 6º, subindo também à liderança da classificação da juventude. Já o português José Gonçalves terminou em 33º a 5‘36” e desceu a 22º na geral agora a 10’57” de Yates.

Hoje corre-se mais uma dura etapa, com chegada a Sappada e várias contagens de segunda categoria pelo caminho.

Classificação da etapa
   | Chris Froome                      | 5h25’31”
   | Simon Yates                       | +6”
   | Domenico Pozzovivo         | +23”
   | Miguel Angel Lopez          | +25”
   | Tom Dumoulin                   | +37”
   | Thibaut Pinot                      | +42”
   | Wout Poels                         | +1’07”
   | Sebastien Reichenbach      | +1’19”
   | Pello Bilbao                       | +1’35”
10º | Michael Woods                  | +1’43”

Classificação geral
   | Simon Yates                       | 61h19’51”
   | Tom Dumoulin                   | +1’24”
   | Domenico Pozzovivo         | +1’37”
   | Thibaut Pinot                      | +1’46”
   | Chris Froome                      | +3’10”
   | Miguel Angel Lopez           | +3’42”
  | Richard Carapaz                 | +3’56”
   | George Bennett                   | +4’04”
   | Pello Bilbao                        | +4’29”
10º | Patrick Konrad                    | +4’43”

sábado, 19 de maio de 2018

Califórnia: Um Bernal de sonho!


Foto: Christian Petersen

O colombiano Egan Arley Bernal venceu a sexta etapa (a etapa rainha) do Tour of Califórnia, uma ligação de 196,5 quilómetros entre Folsom e South Lake Tahoe com chegada numa contagem de montanha de terceira categoria. Em segundo lugar chegou o britânico Adam Yates a 1’28” e em terceiro o também britânico Tao Geoghegan Hart a 1’30”.

A etapa fica marcada por uma fuga de 9 ciclistas, que levou algum tempo a formar-se, composta por homens como Toms Skuijns, Lawson Craddock, ou Tom-Jelte Slagter e que levou Skuijns, o letão da Trek a conquistar a camisola de melhor trepador. Skuijns e Craddock foram os últimos resistentes, sendo alcançados quando faltavam pouco mais de 15 quilómetros, já dentro da subida a Daggett.

A cerca de 14 quilómetros para o final, num grupo já bastante reduzido foi Bernal que atacou após o ataque estratégico de Hart, mas van Garderen conseguiu responder com relativa facilidade. O mesmo já não se pode dizer quando Bernal voltou a atacar uns metros depois. Van Garderen ficou sem resposta e o colombiano saiu lançado para chegar ao alto com mais de 1 minuto de vantagem. Vantagem essa que aumentou na descida e lhe permitiu levar os braços com tranquilidade em South Lake Tahoe.

Quanto aos portugueses, Ruben Guerreiro chegou em 19º a 3’43” e é agora 14º na geral a 7’05”. Ivo Oliveira chegou em 39º a 9’48” e é agora 34º a 18’35”.

Amanhã corre-se a última etapa, de perfil plano, que deverá ser a consagração de Bernal como grande vencedor do Tour of Califórnia 2018

Classificação da etapa
   | Egan Arley Bernal             | 5h30’58”
   | Adam Yates                       | +1’28”
   | Tao Geoghegan Hart         | +1’30”
   | Brandon McNulty             | +1’33”
   | Jai Hindley                        | +1’38”
   | Mathias Frank                   | +1’38”
   | Tejay van Garderen           | +1’38”
   | Rafal Majka                       | +1’38”
   | Edward Ravasi                  | +1’46”
10º | Daniel Martinez                 | +1’50”

Classificação geral

   | Egan Arley Bernal          | 22h26’40”
   | Tejay van Garderen        | +1’25”
   | Daniel Martinez              | +2’14”
   | Adam Yates                    | +2’16”
   | Tao Geoghegan Hart      | +2’28”
   | Rafal Majka                    | +3’01”
   | Brandon McNulty          | +3’28”
   | Laurens De Plus             | +3’50”
   | Kristijan Durasek           | +3’59”
10º | Mathias Frank                | +4’01”

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Giro: Um Dois Três, Viviani outra vez!


Foto: Getty Images

O italiano Elia Viviani venceu hoje, ao sprint, a décima terceira etapa do Giro d’Itália, uma ligação de 180 quilómetros entre Ferrara e Nervesa Della Battaglia. No segundo lugar chegou Sam Bennett e em terceiro Danny van Poppel, ambos com o mesmo tempo do vencedor.

A etapa foi percorrida a um ritmo alucinante, a média passou os 45km/h, com 5 fugitivos, Markel Irizar, Eugert Zhupa, Marco Marcato, Andrea Vendrame e Alessandro Tonelli, a animarem o dia até faltarem pouco mais de 5 quilómetros para o final. A cerca de 1 quilómetro para o final, Marco Coledan da Willier saltou do pelotão para tentar surpreender de longe, mas foi alcançado já dentro dos últimos 200 metros.

Na classificação geral, Simon Yates continua na liderança com o top10 a não sofrer quaisquer alterações.

Amanhã percorre-se uma das etapas mais míticas deste Giro d’Itália, a chegada ao Monte Zoncolan, que vai pôr à prova os favoritos à geral e fazer diferenças. Antes disso, os ciclistas terão ainda pelo caminho uma contagem de 2ª categoria e três de 3ª.

Classificação da etapa
   | Elia Viviani                       | 3h56’25”
   | Sam Bennett                      | m.t.
   | Danny van Poppel             | m.t.
   | Sacha Modolo                   | m.t.
   | Ryan Gibbons                    | m.t.
   | Jempy Drucker                  | m.t.
   | Manuel Belletti                  | m.t.
   | Clement Venturini             | m.t.
   | Baptiste Planckaert           | m.t.
10º | Jens Debusschere              | m.t.

Classificação geral
   | Simon Yates                       | 55h54’20”
   | Tom Dumoulin                   | +47”
   | Thibaut Pinot                      | +1’04”
   | Domenico Pozzovivo         | +1’18”
   | Richard Carapaz                 | +1’56”
   | George Bennett                   | +2’09”
  | Rohan Dennis                     | +2’36”
   | Pello Bilbao                        | +2’54”
   | Patrick Konrad                   | +2’55”
10º | Fabio Aru                           | +3’10”

Califórnia: Gaviria não dá hipóteses!


Foto: Casey Gibson

O colombiano Fernando Gaviria venceu hoje a quinta etapa do Tour of Califórnia, uma ligação de 176 quilómetros entre Stockton e Elk Grove. A etapa era praticamente toda plana, apenas com uma contagem de terceira categoria, mas ainda antes do meio da tirada. Em segundo lugar chegou Caleb Ewan e em terceiro Peter Sagan, ambos com o mesmo tempo do vencedor.

A etapa, percorrida a uma média superior a 43km/h, teve 5 fugitivos: Stijn Vandenbergh, Michael Rice. Tanner Putt, Ruben Companioni e Fabian Lienhard, que nunca tiveram uma vantagem superior a 4 minutos, e estes animaram e bem o dia de hoje até aos quilómetros finais, sendo alcançados apenas a 2 quilómetros para o fim.

Quanto aos portugueses, Ivo Oliveira, ciclista da Axeon, terminou na 8ª posição e Ruben Guerreiro, da Trek, em 25º, ambos com o mesmo tempo de Gaviria.

Amanhã temos a segunda e última etapa de alta montanha, que inclui no menu duas contagens de 1ª categoria, três de 2ª e duas de 3ª sendo uma delas na chegada.

Classificação da Etapa
   | Fernando Gaviria              | 4h04’34”
   | Caleb Ewan                       | m.t.
   | Peter Sagan                       | m.t.
   | Rick Zabel                        | m.t.
   | John Murphy                     | m.t.
   | Sean Bennett                     | m.t.
   | Lucas Sebastian Haedo     | m.t.
   | Ivo Oliveira                       | m.t.
   | Alexander Kristoff            | m.t.
10º | Travis McCabe                 | m.t.

Classificação Geral

   | Tejay Van Garderen       | 16h55’29”
   | Egan Arley Bernal          | +23”
   | Daniel Martinez              | +37”
   | Tao Geoghegan Hart      | +52”
   | Adam Yates                    | +1’07”
   | Rafal Majka                    | +1’29”
   | Brandon McNulty          | +2’08”
   | Laurens De Plus             | +2’13”
   | Kristijan Durasek           | + 2’15”
10º | Brent Bookwalter           | +2’34”

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Giro: Outra vez Sam Bennett!


Foto: Tim de Waele

O irlandês Sam Bennett venceu hoje a décima segunda etapa do Giro d’Itália, uma ligação de 214 quilómetros entre Osimo e o circuito de Imola. Bennett é o terceiro corredor a bisar em 12 etapas percorridas! Em 2º lugar ficou o holandês Danny van Poppel e em terceiro o italiano Niccolo Bonifazio, ambos com o mesmo tempo do vencedor.

A fuga do dia foi composta por 5 ciclistas: Marco Frapporti, Eugert Zhupa, Jacopo Mosca, Mirco Maestri e Manuel Senni. Os 5 chegaram a ter uma vantagem de mais de 4 minutos mas o pelotão controlou-os sempre à distância e as acelerações provocadas pelo mau tempo foram fatais para eles.

A etapa fica muito marcada pela chuva que provocou cortes e viu alguns homens como Richard Carapaz a ficarem cortados e a necessitarem de gastar mais energia para voltar a chegar à frente. No final os favoritos acabaram todos por salvar o dia sem perdas de tempo.

Amanhã temos mais uma etapa de perfil plano, que deverá, finalmente, levar a uma chegada em pelotão compacto.

Classificação da etapa
   | Sam Bennett                      | 4h49’34”
   | Danny van Poppel             | m.t.
   | Niccolo Bonifazio             | m.t.
   | Baptiste Planckaert            | m.t.
   | Jurgen Roelandts               | m.t.
   | Michael Morkov                | m.t.
   | Manuel Belleti                   | m.t.
   | Clement Venturini             | m.t.
   | Florian Senechal                | m.t.
10º | Enrico Battaglin                | m.t.

Classificação geral
   | Simon Yates                       | 51h57’55”
   | Tom Dumoulin                   | +47”
   | Thibaut Pinot                      | +1’04”
   | Domenico Pozzovivo         | +1’18”
   | Richard Carapaz                 | +1’56”
   | George Bennett                   | +2’09”
  | Rohan Dennis                     | +2’36”
   | Pello Bilbao                        | +2’54”
   | Patrick Konrad                   | +2’55”
10º | Fabio Aru                           | +3’10”