sexta-feira, 22 de julho de 2016

Romain Bardet vence etapa e sobe a 2º na geral do Tour.



Escrito por: Marco Faria

O corredor francês Romain Bardet (AG2R LA Mondiale) venceu a 19ª etapa da Volta a França, uma tirada com 146 quilómetros de extensão a ligar Albertville e Saint Gervais.

Bardet impôs-se em solitário na subida final, com os espanhóis Joaquim Rodriguez (Katusha), a ser segundo e Alejandro Valverde (Movistar), terceiro, ambos a 23 segundos.

Chris Froome (Sky), mantêm a liderança da prova, com Romain Bardet a subir ao segundo posto a 4m11s e Nairo Quintana (Movistar), ao terceiro a 4m27s.

Bauke Mollema (Trek-Segafredo), desceu do 2º posto para o 10º, depois de uma queda que o tirou do grupo dos favoritos.

Quanto aos portugueses, Rui Costa (Lampre-Merida), esteve na fuga do dia, chegou a estar na liderança da etapa até ser alcançado por Bardet, desgastado de muitos quilómetros na frente não aguentou o ritmo do francês. Terminou no 15º posto, a 1m52s.

A etapa fica ainda marcada pelo abandono de Tom Dumoulin (Giant-Alpecin), com uma fratura do pulso e ainda de Daniel Navarro (Cofidis), com a suspeita de fratura de clavícula.


Amanhã disputa-se a penúltima etapa, uma ligação entre Megève e Morzine com 146,5 quilómetros de extensão, onde os corredores da geral vão ter a oportunidade de fazer as ultimas alterações da geral.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Chris Froome vence e reforça liderança.



Escrito por: Marco Faria

O corredor britânico Chris Froome (Sky) venceu a 18ª etapa da Volta a França, uma cronoescalada de 17 quilómetros a ligar Sallanches e Megève.

Froome deixou para segundo o holandês Tom Dumoulin (Giant-Alpecin), a 21 segundos e para terceiro Fabio Aru (Astana), a 33s.

Assim Froome aumenta reforça a sua liderança, com Bauke Mollema (Trek-Segafredo), no segundo posto a 2m27s e no terceiro o líder da juventude Adam Yates (Orica-BikeExchange) a 2m53s.

Quanto aos portugueses, Nelson Oliveira (Movistar), terminou no 21º posto, a 1m46s enquanto que Rui Costa (Lampre-Merida), 136º, a 4m57s.


Amanhã disputa-se a 19ª etapa, uma ligação entre Albertville e Saint Gervais com 146 quilómetros de extensão onde a montanha volta a estar em primeiro plano.

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Ilnur Zakarin vence na chegada a Finhaut-Emosson.



Escrito por: Marco Faria

O corredor russo Ilnur Zakarin (Katusha) venceu a décima sétima etapa da Volta a França, uma tirada nos Alpes com 184,5 quilómetros de extensão a ligar Berna a Finhaut-Emosson.

Zakarin impôs-se em solitário na subida final, de categoria especial. No segundo posto terminou o colombiano Jarlinson Pantano (IAM Cycling) a 55 segundos, e no terceiro o polaco e líder da montanha Rafal Majka (Tinkoff) a 1m26s.

A vitória na etapa foi discutida entre os homens da fuga do dia, que acabou por perder unidades consoante se fazia sentir a dureza da etapa.

Na luta pela geral, Chris Froome (Sky) ganhou tempo a praticamente toda a concorrência, ao terminar no 11º posto a 7m59s de Zakarin na companhia do australiano Richie Porte (BMC).

Na geral, Chris Froome reforça a liderança, com Bauke Mollema (Trek-Segafredo) no segundo posto a 2m27s, e Adam Yates (Orica-BikeExchange), no terceiro a 2m53s.


Amanhã disputa-se a 18ª etapa, uma cronoescalada a ligar Sallanches a Megève, com 17 quilómetros de extensão.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Peter Sagan vence 16ª etapa da Volta a França.



Escrito por: Marco Faria

O corredor eslovaco Peter Sagan (Tinkoff), venceu a décima sexta tirada da Volta a França, disputada entre Moirans-en-Montagne e Berna com 209 quilómetros.

Sagan deixou para segundo Alexander Kristoff (Katusha), e para terceiro Sondre Holst Enger (IAM Cycling), todos com o mesmo tempo do vencedor.

O objetivo da fuga de Julian Alaphilippe e Tony Martin (ambos Etixx-QuickStep), acabou por não se concretizar muito graças ao trabalho da Dimension Data, Direct Energie e BMC. Quando os corredores foram alcançados Rui Costa (Lampre-Merida), tentou a sua sorte, sendo apanhado a 4 quilómetros da chegada.

Na geral, Chris Froome (Sky) mantêm a liderança, com Bauke Mollema (Trek-Segafredo), no segundo posto a 1m47s e Adam Yates (Orica-BikeExchange), no terceiro posto a 2m45s.

Quanto aos portugueses, Rui Costa terminou no 119º posto, a 2m54s e Nelson Oliveira (Movistar), no 129º, a 2m54s.


Amanhã os corredores vão disfrutar do segundo dia de descanso, em Berne.

domingo, 17 de julho de 2016

Jarlinson Pantano vence 15ª etapa da Volta a França.


Escrito por: Marco Faria

O corredor colombiano Jarlinson Pantano (IAM Cycling) venceu a décima quinta etapa da Volta a França, uma tirada com 160 quilómetros disputada entre Bourg-en-Bresse e Culoz.

Pantano bateu ao sprint Rafal Majka (Tinkoff), com o terceiro a ser Alexis Vuillermoz (AG2R-La Mondiale), a 6 segundos.

A vitória na etapa ficou decidida entre os homens da fuga do dia, onde esteve também o português Nelson Oliveira (Movistar).

Na geral, Chris Froome (Sky) mantêm a liderança, com Bauke Mollema (Trek-Segafredo), no segundo posto a 1m47s e Adam Yates (Orica-BikeExchange), no terceiro a 2m45s.

Quanto aos portugueses, Nelson Oliveira (Movistar), terminou no 28º posto, a 3m07s de Pantano, Rui Costa (Lampre-Merida), 112º, a 26m32s.


Amanhã disputa-se a décima sexta tirada, uma ligação entre Moirans en Montagne e Berna (Suíça), com 209 quilómetros de extensão. 

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Nelson Oliveira termina no terceiro posto a 13ª etapa da Volta a França.



Escrito por: Marco Faria

O corredor português Nelson Oliveira (Movistar), terminou no terceiro posto a décima terceira etapa da Volta a França, um contrarrelógio individual de 37,5 quilómetros a ligar Bourg-Saint-Andéol e Pont d’Arc.

O vencedor foi Tom Dumoulin (Giant-Alpecin), com Chris Froome (Sky), no segundo posto a 1m03s, enquanto que Nelson Oliveira ficou a 1m31s.

Com este resultado Froome, reforça a sua liderança na liderança da prova, com Bauke Mollema (Trek), no segundo posto a 1m47s, e no terceiro Adam Yates (Orica-BikeExchange), no terceiro a 2m45s.

Rui Costa (Lampre-Merida), terminou no 77º posto, a 6m15s de Dumoulin.


Amanhã disputa-se a décima quarta etapa, uma tirada em linha de 208,5 quilómetros a ligar Montélimar e Parc des Oiseaux.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Thomas De Gendt vence na chegada a Chalet Reynard.


Escrito por: Marco Faria

O corredor belga Thomas de Gendt (Lotto-Soudal), venceu a décima segunda etapa da Volta a França, uma tirada de montanha marcada por muito vento a ligar Montpellier e Chalet Reynard, em plena subida para o Mont Ventoux.

De Gendt impõe-se na chegada, com Serge Pauwels (Dimension Data), no segundo posto a 2 segundos e no terceiro posto Daniel Navarro (Cofidis), a 14.

Depois de uma grande confusão na chegada, Chris Froome (Sky), Richie Porte (BMC) e Bauke Mollema (Trek-Segafredo) a caírem depois de um choque do australiano contra uma mota de imagem da organização. A bicicleta de Chris Froome acabou por ficar inutilizável e o britânico perdeu a liderança da prova.

Desta forma Adam Yates seria o novo líder, mas devido a protestos, os tempos de Froome, Mollema e Porte são os que tinham para os perseguidores no momento da queda.

Com isto Froome reforça a liderança, com Adam Yates (Orica-BikeExchange) no segundo posto a 47 segundos e Mollema em terceiro, a 56.

Quanto aos portugueses, Nelson Oliveira (Movistar), terminou no 87º posto, a 23m37s de De Gendt e Rui Costa (Lampre-Merida), 131º, a 25m25s.


Amanhã disputa-se a décima terceira etapa, um contrarrelógio individual de 37,5 quilómetros a ligar Bourg Saint Andéol e Pont d’Arc.

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Sonhar é a palavra de honra.



Escrito por: Diogo Martins

À partida para a etapa de ontem, poucos pensavam que podíamos ter o espetáculo que tivemos! Uma etapa que deveria ser possivelmente para homens rápidos e controlada pela Sky (até o foi, mas de maneira diferente), ficou emocionante desde o km 0. Os sucessivos ataques de Peter Sagan, Vincenzo Nibali, Rafa Majka, e do nosso Rui Costa, acabaram por transformar uma contagem de primeira categoria, numa estrada plana sem fim, com uma fuga capaz de resistir aos mais de 160 kms que restavam.

Uma perseguição não tão pronta e não tão eficaz como estamos habituados, acabou por deixar a vitória entre os 15 fugitivos a cerca de 35 kms. A fuga estava recheada de estrelas, Peter Sagan, Michael Matthews, Datyl Impez, Greg Van Avermaet, Edvald Boasson Hagen, Vicenzo Nibali, Tony Gallopin, Mikel Landa, Stephen Cummings, Sylvain Chavanel, Gorka Izaguirre, Damiano Caruso, Luke Durbridge e Samuel Dumoulin são nomes de respeito; mas o vento, as acelerações e especialmente a passividade do pelotão, deitaram por terra uma nova vitória portuguesa no Tour. O Rui ainda sprintou para tentar fechar o Top 10, mas o murro no guiador mostrava o descontentamento. Todavia nem tudo estava perdido!!

Rui Costa, um pouco sem saber, alcançou mais um feito na sua carreira. Já são tantos que já nem ele próprio se deve lembrar de todos! O corredor Poveiro, além de ter sido o mais rápido a trepar o ponto mais alto da edição 103 do Tour (Port d’ Envalira - 2048 metros de altitude), foi o primeiro a passar pela contagem de montanha. Perguntam agora, mas e depois? Bem é que, além de servir de estatística, (André Cardoso entrou para essas contas no Giro 2015), a organização dava um prémio de 5000€ e uma homenagem ao corredor que o fizesse! Rui Costa foi esse o corredor!

Entretanto quem ler o habitual diário do Rui, o próprio admite que o seu objetivo é vencer etapas, mas de uma forma indireta declara guerra à Camisola das bolinhas. Sabemos que não tem o calibre de trepador como Thibaut Pinot nem de Rafa Majka, mas de um corredor como Rui Costa tudo se pode esperar certo?

Uma coisa é certa, ele dará o seu melhor, seja pela etapa, seja pela camisola da montanha, seja, talvez pelo seu grande objetivo e sonho, Ouro nos Jogos Olímpicos!


Entretanto aproveito para felicitar a prata de Ivo Oliveira na perseguição individual. Tem sido uma semana incrível, quer para o Ciclismo, quer para o Desporto Português! 

Peter Sagan vence décima primeira etapa da Volta a França.


Escrito por: Marco Faria

O corredor eslovaco Peter Sagan (Tinkoff) venceu a décima primeira etapa da Volta a França, uma tirada com 162,5 quilómetros a ligar Carcasona e Montpellier.

Sagan venceu ao sprint, com o camisola amarela Chris Froome (Sky), no segundo posto e, no terceiro Maciej Bodnar (Tinkoff), terceiro, todos com o mesmo tempo.

Quando faltavam 10 quilómetros para a chegada, Peter Sagan e Maciej Bodnar atacaram do pelotão, obtendo a resposta de Chris Froome e Geraint Thomas (Sky), que seguiram juntos até à meta.

O primeiro do pelotão foi o norueguês Alexander Kristoff (Katusha), a 4 segundos de Sagan.

Na geral, Chris Froome mantêm a liderança, com Adam Yates (Orica-BikeExchange), no segundo posto a 28 segundos e Daniel Martin (Etixx-QuickStep), no terceiro a 31.

Quanto aos portugueses, Nelson Oliveira (Movistar), terminou no 122º posto, a 3m50s e Rui Costa (Lampre-Merida), 164º, a 5m39s.


Amanhã disputa-se a 12ª etapa da prova, uma ligação entre Montpellier e o Mont-Ventoux, uma ligação de 184 quilómetros com chegada ao mítico Mont Ventoux de categoria especial a 1912 metros de altitude.

terça-feira, 12 de julho de 2016

André Cardoso melhor português na primeira etapa da Volta à Polónia.



Escrito por: Diogo Martins

A primeira vitória da prova rainha polaca vai para um italiano, Davide Martinelli, que é desta maneira o primeiro líder da competição. O corredor da equipa Etixx-Quick Step, teve um comboio perfeito e pouca concorrência, já que Fernando Gaviria e Zdenek Stybar, ambos da Etixx, foram 2º e 4º, respetivamente. Em 3º ficou, o pequenino, mas veloz, australiano, Caleb Ewan (Orica-BikeExchange).


André Cardoso (Cannondale) e Sérgio Paulinho (Tinkoff) chegaram no pelotão, que sofreu um corte de 9 segundos, face à velocidade dos sprinters e seus lançadores. Mário Costa (Lampre-Merida), depois do trabalho de equipa que lhe competia cruzou a meta 1:26 após o vencedor. 

Michael Matthews vence 10ª etapa da Volta a França.



Escrito por: Marco Faria

O corredor australiano Michael Matthews (Orica-BikeExchange) venceu a décima etapa da Volta a França, uma tirada com 197 quilómetros de extensão a ligar Escaldes-Engordany e Revel.

Matthews venceu a etapa, com Peter Sagan (Tinkoff), no segundo posto e Edvald Boasson Hagen (Dimension Data), no terceiro, todos com o mesmo tempo.

A disputa da vitória na etapa ficou nas mãos dos corredores responsáveis pela fuga do dia, onde esteve também o português Rui Costa (Lampre-Merida), que acabou por ficar num corte a 25 quilómetros da chegada.

Na geral, Chris Froome (Sky), mantêm a liderança, com Adam Yates (Orica-BikeExchange), no segundo posto a 16 segundos e Daniel Martin (Etixx-QuickStep), no terceiro a 19.

Quanto aos portugueses, Rui Costa terminou no 11º posto, a 3m10s de Matthews, e Nelson Oliveira (Movistar), foi 30º, a 9m39s.


Amanhã disputa-se a décima primeira etapa, uma ligação entre Carcasona e Montpellier, com 162,5 quilómetros de extensão.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Joaquim "Purito" Rodriguez anuncia retirada do ciclismo.


Escrito por: Diogo Martins

Numa emocionante conferência de imprensa no primeiro dia de descanso da Volta à França, Purito Rodriguez confirmou aquilo que já há muito se suspeitava, o abandono da carreira como corredor profissional.

Após 17 temporadas ao mais alto nível, Purito decide sair em alta - "Prefiero dejarlo en lo alto, con buen recuerdo y luchando por un buen puesto en el Tour de Francia. He disfrutado muchísimo de este deporte, pero llega un momento en el que todo se acaba".

Na companhia da sua família, o corredor de 37 anos afirmal que – “ha sido una decisión muy difícil. Es el deporte que me lo ha dado todo en la vida. Seguiré vinculado porque amo este deporte. Doy las gracias a mi familia porque este paso lo hemos vivido de forma especial". Espera ser reconhecido “como un corredor activo, valiente y como una persona abierta y natural".

Mesmo não tendo conseguido vencer os seus grandes objetivos, Mundial (perdeu um que bem nos lembramos!), uma das 3 grandes (esteve perto no Giro de 2012 caso não fosse o contrarrelógio final) e Liege-Bastogne-Liege, o corredor catalão, que por estes dias anda a correr perto de casa, conseguiu o que muitos não conseguiram: vitórias em etapas de Giro, Tour e Vuelta, bem como subir ao pódio de ambas. No total Joaquim Rodriguez tem 44 vitórias como profissional, 24 participações em grandes voltas.

Te echaremos de menos Purito!

Muito se tem falado de uma possibilidade do Rui Costa mudar de equipa no final desta época. Esta saída de Rodriguez poderá ser uma porta aberta para o nosso corredor. A Katusha perde o seu líder de clássicas. Com diretor desportivo português, José Azevedo, porque não? O mercado dirá.

domingo, 10 de julho de 2016

Rinaldo Nocentini vence Trofeu Joaquim Agostinho.



Escrito por: Diogo Martins

Quem achava que esta etapa ia ser calma sem muitos ataques, deve começar a perceber o que é o ciclismo português. Ataques e mais ataques deixaram Nocentini sozinho sem equipa para perseguir, situação aproveitada pelo Bi-Vecendor da Volta, que saltou do pelotão ainda longe, à procura da vitória. Guillaume De Almeida, resistente da fuga do dia, já tinha dado provas que é um excelente combativo, mas hoje tirou a duvidas a quem ainda as tinha, foi 2º classificado na etapa. Raul Alarcon aproveitou para roubar mais tempo e sendo 4º na etapa, subiu ao 3º lugar da geral.

Mais uma vez o coletivo de Sobrado vence e Alarcon leva para casa a classificação por pontos. Yoann Barbas trepou para a liderança da montanha e da classificação do combinado. Já Bruno Sancho venceu as metas volantes.

Estamos a 17 dias do inicio da Grandíssima. Este foi o ultimo teste dos corredores. Quem será o grande vencedor da 78º Edição da Volta a Portugal?


Etapa:
1.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), 3h48m41s
2.º Guillaume Almeida (Rádio Popular-Boavista), a 5s
3.º Aldemar Reyes (Manzana Postobon), a 7s
4.º Raul Alarcón (W52-FC Porto), mt
5.º Hernâni Broco (LA Alumínios-Antarte), mt
6.º João Benta (Louletano-Hospital de Loulé), a 9s
7.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), mt
8.º Thomas Lebas (Bridgestone Anchor), a 11s
9.º Bruno Silva (LA Alumínios-Antarte), mt
10.º Henrique Casimiro (Efapel), a 14s

Geral Individual:
1.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), 13h00m18s
2.º Hernâni Broco (LA Alumínios-Antarte), a 24s
3.º Raul Alarcón (W52-FC Porto), a 26s
4.º João Benta (Louletano-Hospital de Loulé), mt
5.º Bruno Silva (LA Alumínios-Antarte), a 54s
6.º Mikel Bizkarra (Euskadi Basque Country-Murias), a 59s
7.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), mt
8.º Henrique Casimiro (Efapel), a 1m01s
9.º José de Segóvia (Louletano-Hospital de Loulé), a 1m02s
10.º Aldemar Reyes (Manzana Postobon), a 1m54s 

Rui Costa termina em segundo nona etapa da Volta a França.


Escrito por: Marco Faria

O corredor holandês Tom Dumoulin (Giant-Alpecin) venceu a nona etapa da Volta a França, uma tirada com 184,5 quilómetros a ligar Viella e Arcalís.

O português Rui Costa (Lampre-Merida), terminou num brilhante 2º posto, na companhia de Rafal Majka (Tinkoff), terceiro, ambos a 38 segundos.

Rui Costa acabou por atacar na subida final, já com Tom Dumoulin isolado na frente da corrida. Mais tarde teve a companhia de Rafal Majka, com quem seguiu até ao final na tentativa de alcançar o holandês.

Quanto à geral, Chris Froome mantêm a liderança, com Adam Yates (Orica-BikeExchange), no segundo posto a 16 segundos e Daniel Martin (Etixx-QuickStep), no terceiro a 19.

De destacar ainda, Alberto Contador (Tinkoff) abandonou hoje a prova.

Amanhã os corredores vão disfrutar do seu primeiro dia de descanso. 

sábado, 9 de julho de 2016

Raul Alarcon volta a fazer das suas e vence etapa no Troféu Joaquim Agostinho.



Escrito por: Diogo Martins

O espanhol da W52-FCPorto atacou nos quilómetros finais e bateu Antonio Barbio (Efapel), que tinha também saltado do pelotão para alcançar o ultimo resistente da fuga, Angel Rebollido.

Alarcon aproveitou a bonificação e os 5 segundos que retirou à concorrência para diminuir a distância para o líder Rinaldo Nocentini.

Nas classificações secundárias, Alarcon veste a camisola cinzenta por pontos, enquanto que João Benta segue na liderança da montanha. Angel Rebollido aproveitou a fuga para pontuar nas metas volantes e ser agora líder, de igual modo, Luis Afonso lidera o combinado. O líder da juventude continua a ser Aldemar Reyes, o colombiano da Manzana Postobon.

Etapa:
1.º Raul Alarcón (W52-FC Porto), 4h00m56s
 
2.º António Barbio (Efapel), a 5s
 
3.º Sergey Shilov (Lokosphinx), mt
 
4.º Daniel Mestre (efapel), mt
 
5.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), mt
 
6.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), mt
 
7.º Jimmy Raibaud (Armée de Terre), mt
 
8.º Sergio Andres Higuita (Manzana Postobon), mt
 
9.º Ángel Sánchez (W52-FC Porto), mt
 
10.º Yoann Barbas (Armée de Terre),mt
 

Classificação Geral:
 
1.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), 9h11m28s
 
2.º João Benta (Louletano-Hospital de Loulé), a 26s
 
3.º Hernâni Broco (LA Alumínios-Antarte), mt
 
4.º Raul Alarcón (W52-FC Porto), a 28s
 
5.º José de Segóvia (Louletano-Hospital de Loulé), a 39s
 
6.º Mikel Bizkarra (Euskadi Basque Country-Murias), a 40s
 
7.º Bruno Silva (LA Alumínios-Antarte), a 52s
 
8.º Henrique Casimiro (Efapel), a 56s
 
9.º Rui Sousa (Rádio Popular-Boavista), a 1m03s
 
10.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), a 1m18s
 

Chris Froome novo líder da Volta a França.



Escrito por: Marco Faria

O corredor britânico Chris Froome (Sky), venceu a oitava etapa da Volta a França, uma etapa de montanha com 184 quilómetros a ligar Pau e Bagnères-de-Luchon.

Froome atacou à passagem sobre a contagem de montanha de primeira categoria no Col de Peyresourde, acabou por fazer toda a descida em solitário na frente da corrida.

No segundo posto terminou Daniel Martin (Etixx-QuickStep), e no terceiro Joaquin Rodriguez (Katusha), ambos a 13 segundos.

Alberto Contador (Tinkoff) voltou hoje a perder tempo para a concorrência, ao terminar no 17º posto, a 1m41s de Froome.

Com este resultado Froome sobe à liderança, com Adam Yates (Orica-BikeExchange) no segundo posto, e no terceiro Joaquin Rodriguez, ambos a 16 segundos.

Quanto aos portugueses, Nelson Oliveira (Movistar), terminou a etapa de hoje no 55º posto, a 20m54s, enquanto que Rui Costa (Lampre-Merida), foi 90º, a 25m54s.

Amanhã disputa-se a nona tirada da prova, com a montanha a marcar mais uma vez presença durante os 184,5 quilómetros a ligar Viella e Andorra. A chegada é coincidente com uma contagem de montanha de categoria especial.

sexta-feira, 8 de julho de 2016

João Benta vence no Alto de Montejunto.

Foto: João Fonseca

Escrito por: Diogo Martins

O corredor da Louletano parece não estar afetado com a queda da semana passada e vence a primeira etapa em linha com 4 segundos de avanço sobre Rinaldo Nocentini. O corredor Verde e Branco é assim o novo líder da geral.

Classificação Etapa:
1.º João Benta (Louletano-Hospital de Loulé), 4h59m54s
2.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), a 4s
3.º Hernâni Broco (LA Alumínios-Antarte), a 16s
4.º José de Segóvia (Louletano-Hospital de Loulé), a 26s
5.º Rui Sousa (Rádio Popular-Boavista), a 30s
6.º Henrique Casimiro (Efapel), mt
7.º Raul Alarcón (W52-FC Porto), mt
8.º Mikel Bizkarra (Euskadi Basque Country-Murias), mt
9.º Guillaume Almeida (Rádio Popular-Boavista), a 35s
10.º Bruno Silva (LA Alumínios-Antarte), mt

Classificação Geral:

1.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), 5h10m27s
2.º João Benta (Louletano-Hospital de Loulé), a 26s
3.º Hernâni Broco (LA Alumínios-Antarte), mt
4.º José de Segóvia (Louletano-Hospital de Loulé), a 39s
5.º Mikel Bizkarra (Euskadi Basque Country-Murias), a 40s
6.º Raul Alarcón (W52-FC Porto), a 43s
7.º Bruno Silva (LA Alumínios-Antarte), a 52s
8.º Henrique Casimiro (Efapel), a 56s
9.º Rui Sousa (Rádio Popular-Boavista), a 1m03s
10.º Guillaume Almeida (Rádio Popular-Boavista), a 1m10s

Steve Cummings o caça etapas.



Escrito por: Diogo Martins

E vão 4 etapas em 7 para a Dimension Data! A fuga volta a vingar com o corredor britânico a impor-se a nomes como Daryl Impey, Daniel Navarro e Vincenzo Nibali. Greg Van Avermaet segue na liderança e ainda ganha tempo a todos!

Rui Costa ainda tentou integrar a super fuga, chegaram a estar 29 corredores na frente, mas foi rapidamente alcançado.

A primeira etapa nos Pireneus fica também marcada pela queda do insuflável indicativo do ultimo quilometro na passagem do grupo principal!

Rui Costa terminou a etapa na posição 134ª, enquanto Nelson Oliveira cortou a linha de meta em 183º.

Na geral, o Belga da BMC continua na liderança, mas agora com 6:36 de vantagem sobre Julian Alaphilippe, 6:38 de Valverde e 6:42 sobre Froome/Quintana.

Mark Cavendish segue de verde, bem como Alaphilippe de branco. Apesar de Avermaet conquistar pontos na montanha e a partilhar, agora, a liderança, Thomas de Gendt é o portador das bolinhas vermelhas.

Classificação Geral:
1 - Greg Van Avermaet (BEL) BMC 34:13:40
2 - Julian Alaphilippe (FRA) Etixx +6:36
3 - Alejandro Valverde (ESP) Movistar +6:38
4 - Joaquin Rodriguez (ESP) Katusha +6:39
5 - Chris Froome (GBR) Sky +6:42
6 - Nairo Quintana (COL) Movistar m.t.
7 - Warren Barguil (FRA) Giant-Alpecin m.t.
8 - Pierre Rolland (FRA) Cannondale Drapac m.t.
9 - Daniel Martin (IRL) Etixx m.t.
10 - Fabio Aru (ITA) Astana m.t.
70 - RUI COSTA (POR) Lampre +29:06

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Mark Cavendish vence pela terceira vez na Volta a França.

Foto: ASO/G.Demouveaux



Escrito por: Marco Faria

O corredor britânico Mark Cavendish (Dimension Data) venceu a sexta etapa da Volta a França, uma ligação entre Arpajon-sur-Cère e Montauban com 190,5 quilómetros de extensão.

Cav venceu ao sprint, com Marcel Kittel (Etixx-QuickStep) a terminar no segundo posto e Daniel McLay (Fortuneo-Vital Concept), no terceiro, todos com o mesmo tempo.

Foi uma etapa sempre tranquila, com a fuga formada por Jon Barta (Bora-Argon 18) e Yukiya Arashiro (Lampre-Merida), sempre controlada pelo pelotão.

Na geral, Greg Van Avermaet (BMC Racing), mantêm a liderança, com Julian Alaphilippe (Etixx-QuickStep), no segundo posto a 5m11s e Alejandro Valverde (Movistar), no terceiro a 5m13s.

Quanto aos portugueses, Nelson Oliveira (Movistar), terminou no 32º posto, a 4 segundos de Cav, enquanto que Rui Costa (Lampre-Merida), foi 87º, a 5s.

Na geral, Rui Costa é 47º, a 13m56s e Nelson Oliveira é 149º, a 34m44s.


Amanhã disputa-se a sétima tirada da prova, uma ligação entre L’Isle-Jourdain e Lac de Payolle com 162,5 quilómetros de extensão. A etapa terá nos últimos 60 quilómetros duas contagens de montanha, uma de 4ª categoria o Cote de Capvern e o histórico Col d’Aspin de 1ª categoria, depois de ultrapassada faltam apenas 7 quilómetros para a chegada.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Greg Van Avermaet novo líder da Volta a França.



Escrito por: Marco Faria

O corredor belga Greg Van Avermaet (BMC), venceu a quinta etapa da Volta a França e, assumiu assim a liderança da prova.

Van Avermaet venceu em solitário depois de ser um dos sobreviventes da fuga do dia que contou nos últimos 40 quilómetros com a companhia de Thomas de Gent (Lotto-Soudal), segundo na etapa a 2m34s. No terceiro posto terminou Rafal Majka (Tinkoff), a 5m04s.

Com este resultado Van Avermaet sobe à liderança da prova, com Julian Alaphilippe (Etixx-QuickStep), no segundo posto a 5m11s e Alejandro Valverde (Movistar), no terceiro a 5m13s.

Quanto aos portugueses, Rui Costa (Lampre-Merida), terminou no 60º posto, a 13m45s, e Nelson Oliveira (Movistar), no 114º, a 25m14s.

Na geral, Rui Costa é 47º, a 13m55s e Nelson Oliveira é 154º, a 34m44s.

Amanhã disputa-se a sexta etapa, com 190,5 quilómetros a ligar Arpajon-sur-Cère e Montauban.

terça-feira, 5 de julho de 2016

Marcel Kittel vence quarta tirada da Volta a França.





Escrito por: Marco Faria

O corredor alemão Marcel Kittel (Etixx-QuickStep), venceu a quarta tirada da Volta a França, numa tirada com 237,5 quilómetros a ligar Saumur e Limoges.

Kittel impôs-se no sprint final da chegada, com Bryan Coquard (Direct Energie), sendo preciso recorrer ao photo-finish mais ma vez para decidir o vencedor. No terceiro posto terminou Peter Sagan (Tinkoff).
Com este resultado Peter Sagan (Tinkoff), mantêm a liderança da geral, com Julian Alaphilippe (Etixx-QuickStep), no segundo posto a 12 segundos e Alejandro Valverde (Movistar), no terceiro a 14.

Quanto aos portugueses, Rui Costa (Lampre-Merida), terminou a etapa de hoje no 42º posto, e Nelson Oliveira (Movistar), no 190º, a 6m28s.

Na geral, Rui Costa é 17º, a 18 segundos, Nelson Oliveira é 153º, a 9m38s.


Amanhã disputa-se uma etapa de média montanha, uma ligação entre Limoges e Le Lioran com 216 quilómetros de extensão.

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Mark Cavendish volta a vencer na Volta a França.



Escrito por: Marco Faria

O corredor britânico Mark Cavendish (Dimension Data) venceu hoje a terceira etapa da Volta a França, uma tirada com 223,5 quilómetros de extensão a ligar Granville e Angers.

Foi preciso recorrer ao photo finish para se saber quem realmente tinha vencido entre Cavendish e Andre Greipel (Lotto-Soudal), com a vitória a sorrir ao britânico. No terceiro posto terminou Bryan Coquard (Direct Energie).

Peter Sagan (Tinkoff), mantêm a liderança da prova, com Julian Alaphilippe (Etixx-QuickStep), no segundo posto a 8 segundos e Alejandro Valverde (Movistar), no terceiro a 10 segundos.

Quanto aos portugueses, Rui Costa (Lampre-Merida), terminou no 39º posto e Nelson Oliveira (Movistar), no 40º, ambos com o mesmo tempo de Cav.

Na geral, Rui Costa é 18º, a 14 segundos enquanto que Nelson Oliveira é 45º, a 3m06s.

Destaque ainda para o luso-francês Armindo Fonseca (Bretagne-Seche), que foi o protagonista da fuga do dia, andou muitos quilómetros sozinho na frente até que Thomas Voeckler (Direct Energie) se juntou a si, a 80 quilómetros da meta.


Amanhã disputa-se a quarta tirada, uma ligação entre Saumir e Limoges com 237,5 quilómetros de extensão.

Quarteto fantástico em busca de medalhas Olímpicas.



Escrito por: Diogo Martins

José Poeira, selecionador nacional, anunciou hoje os 4 atletas que vão representar as cores nacionais nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro no Brasil.

Rui Costa (Lampre Merida) terá a seu lado o novo Campeão Nacional, José Mendes (Bora Argon 18), André Cardoso (Cannondale) e, claro, Nelson Oliveira (Movistar), com o tri campeão nacional de contrarrelógio a estar presente tanto na prova de fundo como na luta contra o tempo.

A prova de fundo está marcada para dia 6 de agosto. Um percurso acidentado e bastante seletivo, é apetitoso às aspirações dos portugueses. A prova de contrarrelógio no dia 10 não é totalmente plana o que poderá ajudar ao sonho olímpico do corredor da Anadia.

Será alguém capaz de melhorar a prata de Sérgio Paulinho em Atenas 2004?

Perfil dos corredores:
José Mendes: Estreia
André Cardoso: 72º em Pequim 2008 (prova em linha ganha por Samuel Sanchez)
Nelson Oliveira: 69º fundo e 18º ITT em Londres 2012

Rui Costa: 13º em Londres 2012 (prova em linha ganha por Alexander VinoKourov e contrarrelógio por Bradley Wiggins)

domingo, 3 de julho de 2016

Peter Sagan novo líder da Volta a França.



Escrito por: Marco Faria

O corredor eslovaco Peter Sagan (Tinkoff), venceu a segunda etapa da Volta a França, uma tirada com 183 quilómetros de extensão disputada entre Saint-Lô e Cherbourg.

Sagan deixou para segundo Julain Alaphilippe (Etixx-QuickStep), e para terceiro Alejandro Valverde (Movistar), todos com o mesmo tempo.

Jasper Stuyven (Trek-Segafredo), sobrevivente da fuga do dia, foi alcançado a 450 metros pelo pelotão principal.

Com este resultado Sagan assume a liderança da prova, com Alaphilippe no segundo posto a 8 segundos e Valverde em terceiro a 10.

Hoje foi um dia mau também para dois homens da geral, Alberto Contador (Tinkoff) perdeu 46 segundos para o grupo da frente e Richie Porte (BMC), sofreu um furo dentro dos 6 quilómetros finais, e acabou por perder 1m45s.

Quanto aos portugueses, Rui Costa (Lampre-Merida), terminou no 18º posto, com o mesmo tempo de Sagan. Nélson Oliveira (Movistar), foi 99º, a 2m52s.

Na geral, Rui Costa é 20º, a 14 segundos de Sagan, e Nelson Oliveira 93º, a 3m06s.


Amanhã disputa-se a terceira etapa, com 223,5 quilómetros de extensão a ligar Granville e Angers.

sábado, 2 de julho de 2016

Mark Cavendish primeiro líder do Tour.



Escrito por: Diogo Martins

O britânico Mark Cavendish foi o mais rápido batendo ao sprint Marcel Kittel, Peter Sagan e Andre Greipel.

Uma etapa percorrida a alta velocidade, média de 44 km/h, teve uma fuga de 5 elementos logo desde os primeiros metros- Leigh Howard (IAM), Jan Barta e Paul Voss (Bora Argon18), Anthony Delaplace (Fortuneo) e Alex Howes (Cannondale). As duas primeiras contagens de montanha, ambas de 4ª categoria, foram conquistadas por Paul Voss sendo o primeiro líder da camisola das bolinhas vermelhas. Por seu lado Anthony Delaplace vence o prémio da combatividade por ser francês, já que, Howes e ele foram apenas alcançados a 5kms do final e ambos mereciam a subida ao pódio.

Uma queda em forma de domino marca o ultimo quilometro, que mesmo não retirando os principais candidatos à vitória faz moça a meia dúzia de corredores.


Nelson Oliveira fechou a etapa na 29ª posição, a 23 segundos, com o seu líder Quintana na roda. Rui Costa foi o 80º a cruzar a linha da meta a 50 segundos. 

domingo, 26 de junho de 2016

José Mendes novo Campeão Nacional de Fundo.



Escrito por: Diogo Martins

Uma prova muito atribulada desde início, com ataques constantes. Situações de corrida que mexiam imenso o pelotão fazendo com que não houvesse sossego.

Nas últimas voltas, com Joaquim Silva, Rui Sousa e Hugo Sancho na frente, Nelson Oliveira acelerou o pelotão, fragmentando-o.

Na penúltima subida, e última passagem pela meta, o corredor da Movistar isolou-se, com José Mendes a fazer a perseguição!

Na descida final, o corredor da Bora alcançou e ultrapassou Oliveira, que não teve pernas para acompanhar o ritmo do Vimaranense que acabou por chegar isolado à meta! Ricardo Vilela que teve que fazer a perseguição sozinho nas últimas 2 voltas foi bronze a 1 minuto.

O melhor não estrangeiro, foi Amaro Antunes, 4º classificado a 1:09.

Classificação:

Pos.
Nome
Equipa
Dif.
José Mendes
Bora-Argon 18

Nélson Oliveira
Lampre-Merida
18s
Ricardo Vilela
Caja Rural
59s
Amaro Antunes
LA-Alumínios/Antarte
1m09s
Daniel Silva
Rádio Popular/Boavista
1m12s
Joni Brandão
Efapel
2m08s
Frederico Figueiredo
Rádio Popular/Boavista
3m40s
Joaquim Silva
W52/FC Porto
5m28s
Hugo Sancho
LA-Alumínios/Antarte
5m58s
10º
César Fonte
Rádio Popular/Boavista
8m03s